quinta-feira, fevereiro 12, 2009


"- Ei, miúdo - disse eu, vestindo o meu casaco desportivo amarelo de xadrez. - Não há nada de especial nisso.

Tu não estás à espera que os teus sapatos durem para sempre, pois não,nem o teu erro, nem a tua vida?
Senso comum...tudo se gasta!..."

Richard Bach in "Running from safety"

Foto: Oviedo - Astúrias

83 Comments:

Anonymous Fernando Rui said...

Mais uma vez, um pormenor.Mais uma vez, a tua sensibilidade no máximo!Mais uma vez, tu! Assim, como és e te comheço.
Obrigado, Miúda!

2/12/2009 12:29 da tarde  
Blogger *** Cris *** said...

Olá,td bem?
É verdade,tudo se gasta, e as vezes torna-se tarde demais para qualquer coisa...
Bjs e sorrisos coloridos!

2/12/2009 12:33 da tarde  
Anonymous entremares said...

Ainda bem que tudo se gasta...
Haverá objecto mais insonso que uns sapatos novos ?
As estradas são irregulares, como a vida.
Se não existissem as pedras, não precisariamos de fazer desvios.
Se não existissem as sombras, não perceberiamos a diferença entre a luz e a escuridão.

Então, de que estás à espera ?

2/12/2009 12:55 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

As fotos sempre espantosas!! Já sabes como gosto delas. Uma reflexão a condizer perfeitamente. Maravilha, Clarinda!! Muitos beijos.

2/12/2009 1:13 da tarde  
Blogger Sonia Schmorantz said...

Nessa vida tudo se gasta, até nós proprios...no caso dos sapatos é bom, prefiro os novos, mas no meu caso, pretendo ficar muito, muito usadinha,rssss
beijos, belo texto para reflexão.

2/12/2009 1:50 da tarde  
Blogger O Profeta said...

É tudo tão efémero neste mundo...


Doce beijo

2/12/2009 2:54 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

É...nada dura por toda uma vida, mas cada momento é especial e único.

beijinhos

2/12/2009 2:55 da tarde  
Blogger Isabel José António said...

Querida Amiga Maria Clarinda,

A intemporalidade das coisas dentro da lei dos ciclos.

Num pequeno excerto dum texto, o âmago da questão. Tudo é cíclico; nada é permanente (a mudança é uma constante da vida-António Gedeão/Na Natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma-Lavoisier). O que muda é a duração desses ciclos. Há ciclos de vida e morte muito rápidos, caso dos insectos, e existem outros muitíssimo longos, caso dos minerais e do cosmos.

Muito bonito. Muito bom gosto.

Parabéns.

Um abraço

José António

2/12/2009 3:07 da tarde  
Blogger Agulheta said...

Querida amiga! Tudo na vida tem m fim e se gasta? até os sentimentos por vezes?eu sinto isso em algumas pessoas.
Beijinho e tudo de bom

Lisa

2/12/2009 3:23 da tarde  
Blogger CarlaSofia said...

O real se evidencia como efémero.
Que linda foto e texto apropriado.
Um grande beijinho de LUZ para si

2/12/2009 4:07 da tarde  
Blogger FERNANDA & POEMAS said...

QUERIDA MARIA CLARINDA, AS TUAS PALAVRAS TEM MAGIA, LENDO-SE O QUE FICOU POR ESCREVER... ADORO-TE AMIGA,
FERNANDINHA

2/12/2009 4:57 da tarde  
Blogger Maria, Simplesmente said...

Maria:
Richard Bach e os seus conceitos de vida!
Sinto-me encantada por gostares dele, sabes?
Há quem não goste...
Eu quando o leio fico calma, e compreendo muita coisa...
Abraço
Agora lembrei-me! Já te dei mais uma pista para a tal fotografia que irias procurar. Lembras-te?
Maria

2/12/2009 6:02 da tarde  
Blogger pin gente said...

ei miúdo!
por isso salta, brinca, sorri, grita, pinta a manta...
acalenta os sonhos, suja-te, atira-te ao chão, faz a cama do gato...

não fujas... deram-te a vida para a viveres!



um beijo

2/12/2009 6:06 da tarde  
Blogger Alexandra said...

O que mais custa é olharmos para trás e percebermos que poderíamos ter feito mais ou diferente... por vezes, aprendemos só muito tarde que nada é eterno!

Magnífica a tua escolha!

Bjocas.

2/12/2009 7:39 da tarde  
Blogger heretico said...

existem erros persitentes...
mas os sapatos gastam-se, sem dúvida...

beijinho

2/12/2009 8:02 da tarde  
Blogger MPereira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

2/12/2009 8:35 da tarde  
Blogger Fernando Santos (Chana) said...

Olá, Belo post...Espectacular...

2/12/2009 9:03 da tarde  
Blogger Maria Eugenia Ponte said...

"Ei, miuda!..." Este teu cantinho é especial, porque é que nunca me tinhas falado nele? Ai ai ai...
Pelo que vi, fiquei deliciada, sabes?
Lindas palavras, belas fotos e belissimos pensamentos.
Adorei!
Beijinhos,
Gena

2/12/2009 9:21 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Doce Maria Clarinda, Lindas palavras! A vida passa, o tempo escorrega por nossas mãos, sem que tenhamos tempo para escondê-lo entre os dedos. Portanto viver e preparar o caminho futuro...
Bom fim de semana!
Beijos

2/12/2009 10:00 da tarde  
Blogger Metamorfose said...

Considera-te convidada, com companhia e sem. Fantástico o texto, Richard Bach considero-o um dos escritoes mais humanistas e com uma filosofia de vida inigualável.

Beijos amiga e espero-te.

2/12/2009 10:05 da tarde  
Blogger Clotilde S.(canela_e_jasmim) said...

Belo blog que passarei a visitar.

Parabéns!

2/12/2009 10:51 da tarde  
Blogger Maripa said...

"...Senso comum...tudo se gasta!..."

Os pensares e os sentires chegam-nos nos ecos do mar,vamos fazer colares com eles e amá-los para que não se gastem?

Queres,Maria Clarinda? Vem daí,dá-me a tua mão...

Não demores.Beijinho.

2/12/2009 11:04 da tarde  
Blogger Maria, Simplesmente said...

Não Maria!
Gosto muito de te chamar Maria, sabes?!
Não está no comentário que te fiz no teu blog mas no meu, no Algar Seco de há muitos anos...
Bj
Maria

2/12/2009 11:05 da tarde  
Blogger Lucy said...

Pois, só aquilo que dica estático, quieto, tão quieto que perdura pela eternidade... como um quadro!...

Um beijinho para ti, Clarinda.

2/12/2009 11:21 da tarde  
Blogger TristãoeIsolda said...

Nem tudo perdura...

Abraço

2/13/2009 12:49 da manhã  
Blogger GarçaReal said...

No eterno do não eterno se vive...

Como sempre uma foto fora do comum e uma música bela.

Bom fim de semana

Um bjgrande do lago

2/13/2009 1:38 da manhã  
Blogger Adrielly Soares said...

Adoreiii.
Senso comum.
Vou repetir pela milésima vez, adoro como você combina bem letra e foto.

:D

2/13/2009 2:15 da manhã  
Blogger Anita said...

Aos meus amigos de perto, também aos distantes, aqueles antigos e com certeza os novos. Todos que não vejo com frequência e todos que falo todos os dias. Muito carinho!
Eu acredito que, sem amigos, perdemos um bocado da vida!

Um maravilhoso fim de semana e um amoroso dia de S. Valentim.
Muitos beijinhos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

2/13/2009 8:49 da manhã  
Blogger PAS[Ç]SOS said...

QUASE tudo se gasta!... São inúmeras as realidades que se gastam, como os erros, os sentimentos, a vida. Mas há bens que perduram... como a sombra de nós que deixamos nas palavras que não apagamos e às quais um desconhecido poderá regressar, no futuro, para nos encontrar.
Tudo se gasta! Não! Há memórias que subsistem...

2/13/2009 9:57 da manhã  
Blogger LOURO said...

Amiga Maria Clarinda,

bela combinação foto e texto!!!
Parabéns pela escolha...

Obrigado pela visita e comentário,

Bom fim de semana e dia S. Valentim

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

2/13/2009 10:46 da manhã  
Blogger © efeneto said...

Quando tudo se gasta fica a magia de voltar a construir o que se gastou. Fica este desejo de um fim de semana cheio de amizade que ainda dura.

2/13/2009 11:08 da manhã  
Blogger Amaral said...

"O que abrigares em teu coração será verdade..."
Tudo se gasta, é evidente, e tudo se transforma, também...
Nada de especial nisso, para além de Richard Bach ser um mestre para os que pretendem conhecer sempre mais...

2/13/2009 11:11 da manhã  
Blogger Graça Pires said...

Tudo se gasta, de facto...
Um texto aliado a uma fotografia onde a sensibilidade permanece.
Um grande beijo.

2/13/2009 11:56 da manhã  
Blogger A Luz A Sombra said...

Pois é Maria, como alguém disse no meu blog "As sombras deixam-nos sempre algo por desvendar." e eu acrescento: mesmo sem querermos, e não por nós, mas... por outros.
Não procures mais Maria, pois só encontrarás o fio da meada, um dia... talvez... ou talvez nunca venhas a encontrar...
No entanto tenho a certeza que já passaste por ele, mas nunca, nunca mesmo, poderias imaginar.
A vida é um jogo Maria, e quando pensamos que ganhámos... perdemos definitivamente.
Beijos
Maria

2/13/2009 1:28 da tarde  
Blogger Eduardo Aleixo said...

Adorei o teu post. De uma grande sensibilidade.
Bom fim de semana. Beijinhos.
Eduardo

2/13/2009 2:24 da tarde  
Blogger BlueVelvet said...

Quase tudo se gasta nesta vida.
Mas enquanto as palavras não estiverem gastas, como disse o poeta, há esperança.
E aqui, contigo, nunca se gastam.
Sublime.
Beijinhos

2/13/2009 3:21 da tarde  
Blogger A Luz A Sombra said...

Esqueci-me que os teus comentários não necessitavam de aprovação tua para serem publicados, peço-te desculpa de o ter eliminado.
Eliminei por ser grande de mais.
No entanto este responde ao comentário que me fizeste: "O Algar Seco" hoje pode ter relva mas não seria tão bonito como o que existia naquele dia, agreste, arido, até porque hoje não seríamos cinco mas somente quatro.
Bom fim de semana Maria Clarinda e um beijo d'A Luz A Sombra.

2/13/2009 4:38 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
ai, que susto,
me pregaste . . .
pensava que o Botas,
tinha aderido
ás botas modernas . . .
,
conchinhas botadas, deixo,
,
*

2/13/2009 4:43 da tarde  
Blogger Laura said...

Parece que é comigo que estás a falar...tudo se gasta? até eu... foram tantos os dias de folgar e tocar gaita de foles, que, me cansei ehhhhhhh...haja paz laurinha, muita paz e logo segundo a mariazita, vamos orar, orar e pedir a verdadeira ajuda da vida...ou o empurrãozinho lá de cima. Beijinhos.

2/13/2009 5:30 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Tudo se gasta!

Até o mau tempo (no sentido figurado, ou não).


A neve há-de ir embora.
O sol há-de voltar.

Bjs

2/13/2009 5:53 da tarde  
Blogger Manuela Viola said...

Tudo tem un fim, excepto quem amamos que só morrem quando os matamos no n/coração. Bjo.

2/13/2009 7:37 da tarde  
Blogger Ana Martins said...

Amiga Clarinda,
como diz o ditado "Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe".
Esta é pois uma grande verdade, na vida tudo tem fim!

Gostei do post, óptimo para refletir!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

2/13/2009 9:23 da tarde  
Blogger Pena said...

Um Post perfeito numa pessoa perfeita.
Significativa e doce, a mensagem terna e VOCÊ, admirável amiga fabulosa.
Excelente, há pessoas assim...que transformam o Mundo em que vivemos...
Beijinhos amigos de respeito.
Cordial e simpaticamente...

pena

Adorei, extraordinária amiga doce.

2/13/2009 9:30 da tarde  
Blogger Nuno de Sousa said...

Mais um belo trabalho quer fotográfico quer escrito.
Sempre bom passar por aqui amiga.
Deixo uma bjoca e que tenhas um bom fds,
Nuno

2/13/2009 10:07 da tarde  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Tudo, tudo, tudo...mas como é bom desfrutá-los.

beijos flor

2/13/2009 10:58 da tarde  
Blogger Mário Margaride said...

Olá minha amiga!

Uma verdade inquestionável.
Nada é eterno, nem o amor, ao contrário do que se pode imaginar.

Beijinho e bom fim de semana!

Mário

2/13/2009 10:59 da tarde  
Blogger . fina flor . said...

Uau, adorei!!!!!!

beijos e bom fim de semana,

MM.

2/14/2009 2:04 da manhã  
OpenID luzdeluma said...

"Senso comum...tudo se gasta!"

Oh, que tristeza!! Até nós!!

Beijus

2/14/2009 11:12 da manhã  
Blogger mfc said...

O Tempo traga-nos impiedosamente...

2/14/2009 7:38 da tarde  
Blogger Persida said...

A artista peintre agradece pela amabilidade.

Persida Silva

2/14/2009 10:14 da tarde  
Blogger São said...

Bach também me agrada, aliás como a foto e a música.
Tem um domingo domingueiro.

2/15/2009 1:21 da manhã  
Blogger Sol da meia noite said...

Nem a vida dura para sempre, é bem verdade.
Nem os erros...
E muito menos tudo o que é material. Tudo se nos escapa por entre os dedos, com uma rapidez alucinante.

Bom domingo.
Jinhos * *

2/15/2009 2:10 da tarde  
Blogger Multiolhares said...

Na vida nada é permanente, tudo passa, tudo se gasta
beijinhos

2/15/2009 3:11 da tarde  
Blogger vaandando said...

o tempo passa e nem se ouve , quem chama ou quem nos fala da nossas indecisões!
Um prazer !
__________ Abraço Maria
_________ JRMARTO

2/15/2009 6:14 da tarde  
Blogger Adrielly Soares said...

*-*

2/15/2009 6:21 da tarde  
Blogger O Árabe said...

Richard Bach, fantástico. Boa escolha! :) Feliz semana.

2/16/2009 3:52 da tarde  
Blogger LUA DE LOBOS said...

o nosso eterno Richard Bach...amanha la vamos nos para a sessao do MEET JOE BLACK ... a Paula vai ficar de olhinhos a piscar... como nos a topamos :::))) a tua foto esta o maximo e o texto nao podia ser melhor.

2/17/2009 9:11 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Querida amiga, passando para lhe desejar uma boa semana e bom carnaval!
Beijos

2/17/2009 2:09 da tarde  
Blogger joaninha said...

... a amizade não se esgota... só a morte a pode findar...
Interessante este texto e a foto nem digo nada... lindo!
Parece que tens por costume ser leitora do Blog Lua de Lobos... Vou confessar-te que conheco a M. há muitos anos somos o que se pode chamar de velhas amigas. é uma queridona.
Beijinhos para ti Maria Clarinda

2/17/2009 4:42 da tarde  
Blogger mundo azul said...

_________________________________

...sim! Tudo se gasta...


Beijos de luz e o meu sincero carinho!!!

__________________________________

2/17/2009 6:36 da tarde  
Blogger Ana Martins said...

Querida amiga,
há em meu blogue um desafio para si!

Beijinhos,
Ana Martins

2/18/2009 12:54 da manhã  
Blogger Brancamar said...

Sempre a tua deslumbrante forma de conjugar fotografia e texto!
A foto é expectacular! E Richard Bach um dos meus autores preferidos de sempre, já não o leio há muito, foi bom recordá-lo!
Beijinho grande.
Branca

2/18/2009 2:36 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli said...

Quase tudo se consome, de facto...
Um bom excerto com uma excelente foto. Parabéns pelo teu bom gosto.
Beijo.

2/18/2009 6:52 da tarde  
Blogger Peter Pan said...

Maravilhosa Amiga:
Realmente, a minha linda amiga maravilha.
É adorável e de imensa significação o que refere com beleza e pureza. Um poema esclarecedor do que vai em si. Nos outros também.
Li com atenção o seu lindíssimo poema feito com a sua ternura e o seu encanto inigualável e doce.
Sabe, que é linda?
Preenche nas atitudes, nos gestos, na sensatez e sobriedade muito apurada e lúcida, espalhando o bem-estar e alegria de viver por onde passa.
Excelente!
Fascina quando escreve com o coração ENORME.
Beijinhos amigos de imenso respeito pela doce preciosidade que é.
Maravilhado pelo seu encanto...


Peter pan/Pena

Bem-Haja, amiguinha!

2/19/2009 8:38 da manhã  
Blogger In@rq said...

Palavras sábias essas.

2/19/2009 10:35 da manhã  
Blogger Liliana said...

...um bem tão precioso que temos, este tempo, em que somos testemunhos desta Vida.

Um abraço, após a minha ausência.

2/19/2009 12:07 da tarde  
Blogger Liliana said...

Este comentário foi removido pelo autor.

2/19/2009 12:08 da tarde  
Blogger Carla said...

que maravilha de imagem!!! nada falta
beijos

2/19/2009 3:14 da tarde  
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

Perfeito minha amiga, simplesmente pergeito.
Pérolas incandescentes de luz e carinho amigo.

Eärwen

2/19/2009 8:55 da tarde  
Blogger SILÊNCIO CULPADO said...

Incisivo e real. Tudo se gasta. Mas pode sempre ficar um rastro de luz se fizermos por isso.


Abraço

2/19/2009 10:07 da tarde  
Blogger Je Vois la Vie en Vert said...

Olá Maria Clarinda,

Gostei da foto, gostei do texto.
As "coisas" gastam-se porque foram utilizadas e não guardadas numa gaveta. Mas por tão estranho que parece, o amor e a amizade, no meu caso, por mais utilização que tiveram, ainda não estão gastos !
E tenciono usá-los ainda durante muitos anos, se Deus quiser...

Beijinhos verdinhos

2/19/2009 10:10 da tarde  
Blogger Mariz said...

Salvé querida

Gastar...romper...desfiar...até que somos "obrigados" a mudar...ou seja: a comprar outras botas, outro fato,enfim...a repôr o que falta.
Assim é connosco.
Deixar is o velho porque o novo tráz sempre mais novidade, mais entusiasmo, mais brilho...talvez pela T R A N S F O R M A Ç ã O!

Abraço de sempre
Mariz

ESPAVO!

2/20/2009 3:09 da manhã  
Blogger Mário Margaride said...

Querida amiga,

Passo por aqui, para desejar-te um excelente carnaval, e um excelente fim de semana!

Beijinhos

Mário

2/20/2009 4:19 da tarde  
Blogger Sofá Amarelo said...

sim, tudo se gasta mas umas coisas mais lentamente, outras mais avidamente...

2/20/2009 11:13 da tarde  
Blogger Sofia said...

Já não passava aqui há tanto tempo :-)

Que saudades :-)
Apareça no meu blog :-)

Beijos
SOfia

2/22/2009 9:31 da tarde  
Blogger Sofia said...

Já não passava aqui há tanto tempo :-)

Que saudades :-)
Apareça no meu blog :-)

Beijos
SOfia

2/22/2009 9:31 da tarde  
Blogger Osvaldo said...

Olá Maria Clarinda;
É verdade que na vida tudo se gasta e o prazer está precisamente em se gastar de contrário se perderia o prazer de as ter porque sendo esternas seriam "fadonhas"!!!

Gostei do tema que desenvolveste muito bem... Pequenos detalhes, grandes conclusões.
bjs
Osvaldo

2/23/2009 10:19 da manhã  
Anonymous Cöllyßry said...

Tudo tem o seu tempo....

Beijo terno

2/23/2009 5:27 da tarde  
Blogger Thiago said...

Que grande verdade!! Tudo se gasta...gostei da foto e deste excerto do nosso Richard Bach.

aproveito para a agradecer por todas as referencias culturais e não só que me passaste.

adoro-te uma mãe

beijos grandes

2/23/2009 5:49 da tarde  
Blogger Laura said...

Já li e ouvi coisas de Richard Bach, mas claro que não soavam com a intensidade devida (para mim) ainda tenho a cassete que já nem uso, onde tem uma gaivota a voar e o mar, que serenidade, já me emprestaram em cd há pouco, mas daqui a uns tempos posso ouvir de novo e muito melhorado...Beijinhos a ti..de mim..laura..e obrigada pelos pontinhos intilantes e brilhantes, quais gotas de orvalho da smadrugadas...laura..

2/24/2009 7:19 da manhã  
Blogger Odele Souza said...

"Na vida tudo se gasta" Mas bem que eu gostaria que algumas coisas fossem eternas.Como alguns amores por exemplo.

Beijos pra ti querida.

2/24/2009 11:45 da manhã  
Blogger Serenidade said...

Tudo se esvai, tudo se transforma, nada é permanente, há que aproveitar cada momento como se o que existe hoje daqui a uns segundos se vá como fumo...

Serenos sorrisos

2/24/2009 12:21 da tarde  
Blogger Pedrasnuas said...

Nada é imutável!

Jinho

2/26/2009 4:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home