segunda-feira, fevereiro 01, 2010

"É um homem quem mata, é um homem quem comete ou suporta Injustiças; não é um homem que, perdida já toda a reserva, compartilha a cama com um cadáver. Quem esperou que seu vizinho acabasse de morrer para tirar-lhe um pedaço de pão, está mais longe (embora sem culpa) do modelo do homem pensante do que o pigmeu mais primitivo ou do sádico mais atroz. Uma parte de nossa existência está nas almas de quem se aproxima de nós; por isso, não é humana a experiência de quem viveu dias nos quais o homem foi apenas uma coisa ante os olhos de outro homem."
Primo Levi (Se Isto É Um Homem )

Estou a ler este livro, e, de uma maneira forte ele veio-me mostrar que afinal, apesar de apenas 65 anos passados...o homem continua, no caminho da destruição...não respeitando o seu semelhante , e tentado reduzi-lo em "nome de credos" ao nada! Um livro a não deixar de ler, um testemunho a ter ser presente e a reflectir!




37 Comments:

Blogger Pedrasnuas said...

LAMENTAVELMENTE O HOMEM NÃO APRENDE COM AS EXPERIÊNCIAS PASSADAS E CONTINUA A DESTRUIR E A DESTRUIR-SE E SE HOJE ESTAMOS PRATICAMENTE AFLITOS,NUM BECO QUASE SEM SAÍDA...COM PROBLEMAS GRAVES A TODOS OS NÍVEIS...DE QUEM SERÁ A CULPA?

É UM POST PARA REFECTIR SOBRE A VIAGEM DO HOMEM NA TERRA.

BEIJINHOS

2/01/2010 11:12 da manhã  
Blogger Osvaldo said...

Clarinda;

Tema forte e infelismente verdadeiro.

O Homem sempre procurou vencer à condição de derrotar o seu semelhante, porque no fundo não é a sua vitória que conta, mas a derrota do seu semelhante que lhe enche de orgulho para exprimir seu ar de triunfo...
Até quando?...

bjs, Maria Clarinda.

da Ana e Osvaldo

2/01/2010 11:57 da manhã  
Blogger Mona Lisa said...

Olá

Infelizmente é a realidade.
Olha-se o mundo e vê-se.

Bjs.

Lisa

2/01/2010 1:33 da tarde  
Blogger Maria Emília said...

Clarinda, que bom tê-la encontrado novamento porque gosto muito de vir ao seu blog.É que, com a mudança do meu layout perdi os meus seguidores e todos os contactos e agora tenho andado a repescá-los nas postagens antigas.
Boa sugestão esta que nos faz. Vou procurar este livro. Gostava de lêlo.
Um beijinho,
Maria Emília

2/01/2010 1:52 da tarde  
Blogger Maria, Simplesmente said...

Isso vem confirmar que o meio em que o "homem" vive cria a sua personalidade.
Obrigada o teu comentário.
Boa semana
Maria

2/01/2010 7:36 da tarde  
Blogger Lídia Borges said...

O homem é a incoerência em pessoa. Já li o livro...
Adorei!

L.B.

2/01/2010 10:24 da tarde  
Blogger Thiago said...

Sim minha Mãe, infelizmente a natureza humana tem este lado mais escuro que se revela nas situações mais extremas e infelizmente, noutras menos extremas...

O importante é não esquecer que isto aconteceu um dia e que hoje em dia é repetido precisamente pelas então vítimas e seus descendentes, mas num outro local e com um outro nome...

O mundo gira e os papéis mudam...um dia caçado...outro dia caçador...

2/01/2010 10:58 da tarde  
Blogger AFRICA EM POESIA said...

Maria Clarinda

Gostei de a ver no meu canto
Deixo um beijo e espero-a sempre...
beijos de Aveiro para Oeiras...



LAREIRA


Lareira acesa...
Lareira quente...
Vermelha muito vermelha...
Cheia de cores...
Que aquecem...
E me deixam encostar...
O meu rosto ao teu...
E dizer-te baixinho...
Fica aqui...
E deixa-me ficar...
Sempre assim!...

LILI LARANJO

2/01/2010 11:11 da tarde  
Blogger Ana Martins said...

Boa noite Maria Clarinda,
é triste chegarmos a esta conclusão, a realidade choca!

Grata pela visita e sugestão de leitura.

Beijinhos,
Ana Martins

2/02/2010 1:16 da manhã  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

texto fortissimo.

beijo

2/02/2010 10:03 da manhã  
Blogger São said...

Eu li este livro há alguns anos atrás: impressionou-me fortemente.

E mais me impressiona , pelo sofrimento e comportamentos aí descritos, a friexa e a crueldade com que Israel esmaga os palestinianos e os seus direitos.

Pior ainda, com o Estado judeu ignora os sobreviventes do nazismo, melhor tratados na Alemanha do que em Israel.

Assim é a Humanidade...

Beijinhos.

2/02/2010 11:59 da manhã  
Blogger Ser em construção said...

Valeu ela visita, pelo carinho.
Um beijo e ótima semana.

2/02/2010 12:20 da tarde  
Blogger maria said...

O ser "humano" não evoluiu NADA!
Mata-se, tortura-se em nome da religião, das ideologias, de absurdos.
E sabes, o tempo que se perde, porque é tempo perdido, embora, se calhar, isso vá aumentar os nossos créditos e abater os nossos débitos,em querer "humanizar" alguém, é pura burrice.
Cada um está na "sua" e o resto é paisagem.
xi
maria de são pedro

2/02/2010 4:24 da tarde  
Blogger helia said...

É bem verdade-"O homem continua no caminho da destruição". ´Triste e lamentável.Eu já li o livro há uns anos e fiquei muito impressionada. Um livro bem escrito , uma leitura a recomendar.

2/02/2010 7:25 da tarde  
Blogger Lilá(s) said...

O tema é deveras interessante e é incrivél como o homem não aprende com os erros do passado...vale a pena refletir um pouco.
Bjs

2/02/2010 9:22 da tarde  
Blogger Ana Oliveira said...

È verdade que os erros se repetem, que o Homem continua a ser o seu pior predador...mas não será verdade também, que hoje temos mais consciência dessa realidade e levantamos a voz contra situações que antigamente eram consideradas normais ou aceitáveis? Não será que cada vez mais as guerras deixam de ter justificação, seja religiosa, territorial ou instigada pela ganância e sede de poder?

Isto sou eu a "achar"!!!!

Beijos

Ana

2/02/2010 9:51 da tarde  
Blogger gaivota said...

a cruel realidade da vida, do dia a dia, a destruir, tanta vez, sem pensar ou olhar para trás...!
beijinhos

2/02/2010 9:54 da tarde  
Blogger mundo azul said...

___________________________________


Infelizmente, o autor escreve corretamente, sobre um tema já tão repisado, mas, sempre atual...

Que bom seria, se aprendêssemos, que somos todos tramas de uma mesma rede...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

_________________________________

2/02/2010 11:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://tonoviergates.net/][img]http://tonoviergates.net/img-add/euro2.jpg[/img][/url]
[b]filemaker pro 9 hybrid academic, [url=http://tonoviergates.net/]discount software house[/url]
[url=http://sopriventontes.net/]buy dreamweaver software[/url] microsoft office 2007 enterprise edition education discount on software
sales service software [url=http://sopriventontes.net/]you buy computer software[/url] nero wolfe
[url=http://tonoviergates.net/]carlo gabriel nero[/url] microsoft business software
[url=http://sopriventontes.net/]windows xp support[/url] softwares resellers
Pro 11 [url=http://sopriventontes.net/]tips for selling software[/url][/b]

2/03/2010 7:24 da manhã  
Blogger Maria said...

Eu acredito que um dia o Homem parará para pensar. E esse será o primeiro dia da transformação das mentalidades. O resto virá logo a seguir...

Um beijo.

2/03/2010 11:01 da manhã  
Anonymous A Magia da Noite said...

um corpo sem alam não faz do homem Homem, apenas matéria.

2/03/2010 3:29 da tarde  
Blogger Violeta said...

Se Isto É Um Homem é um livro espectacular. E sim, concordo, não aprendemos nada...

2/03/2010 8:55 da tarde  
Blogger TristãoeIsolda said...

E é verdade. Somos barro frágil, que nem todas as mãos sabem moldar.

Abraços nossos


(Tristão e Isolda)

2/03/2010 9:30 da tarde  
Blogger heretico said...

texto sangrante de verdade...
~
beijo

2/03/2010 11:44 da tarde  
Blogger Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, gostei do teu post...Espectacular....
Beijos

2/04/2010 12:03 da manhã  
Blogger Vieira Calado said...

O comportamento de certos homens é, por vezes incrível, insuportável.

Obrigado pelas suas palavras, no meu blog.

Bjs

2/04/2010 2:59 da manhã  
Blogger Sonia Schmorantz said...

Hoje vim convidar você a conhecer o Ilha da Magia, blogger onde arrisco alguns ensaios poéticos
http://schmorantz.wordpress.com/
o link está no leia mais no meu tradicional espaço.
beijos

2/04/2010 4:58 da manhã  
Blogger Je Vois la Vie en Vert said...

Querida Maria Clarinda,

"Se isto é um Homem", então tenho vergonha por ser um.

Mas como sempre, sei que nem todo o Homem pensa em destruir, ainda há boas pessoas na terra e tu és uma delas !

Beijinhos

Verdinha

2/04/2010 10:05 da tarde  
Blogger O Profeta said...

Chove bem no meio do mar
São de fogo as manhãs na ilha
A seda púrpura é lençol de amantes
Os olhos roubam a virtude à maravilha

Enchi a taça com absinto
Ergui o braço, toquei uma nuvem carmim
Ensaiei um passo de dança 
Senti que os pássaros riam de mim

Senti o resto da geada em descalços pés
Calei minha viola de dois corações
Deixei entrar no peito o tamborilar de perdidas gotas
Senti o sabor sal das minhas emoções


Convido-te a partilhar a outra metade


Mágico beijo

2/04/2010 11:09 da tarde  
Blogger Cátia said...

Minha querida,

Há que lembrar sim, e queria mt pensar que isso já passou e que nao acontece mais mas... Infelizmente sei que não é verdade e há mta gente a sofrer ainda na pele este sentir... Se isto é um Homem é um relato forte mas mt bem conseguido do que se passou e que podemos dar largas a imaginaçao (e mesmo assim nao conseguiremos chegar lá, com certeza!).

Que bom que gostaste do livro... Sabes bem que está na minha lista! ;)

Beijo enorme com carinho e ternura!
CA

2/04/2010 11:59 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
se os nosso pais
foram expulsos do paraíso,
tinha que dar . . . (no que deu).
embora não perceba, a razão
de existirem várias raças . . .
se mal pergunto, como diria o Botas,
qual a raça do Adão e da Eva ?
Branca ? Amarela ? Negra ?
Ná . . . aqui há gato . . .
,
suaves conchinhas if . . .
,
*

2/05/2010 12:04 da tarde  
Blogger A.S. said...

Maria Clarinda...

E o mais preocupante é que caminhamos todos alegremente para o abismo!
Será que teremos enlouquecido?


Beijos
AL

2/05/2010 5:37 da tarde  
Blogger Maripa said...

Se o HOMEM parasse para reflectir, o mundo estaria melhor.Se procurasse o entendimento com o OUTRO e o respeitasse, o mundo estaria bem melhor.Se...

Ainda tenho uma restea de esperança...

Beijo,Maria Clarinda. E o meu carinho.

2/05/2010 10:51 da tarde  
Blogger ADiniz said...

. Bom Dia Clarinda!

Pois sei ...
ver que é passado o tempo,
e o imediatismo do homem, lhe cegou , sem perceber que suas urgência de nada valerão
se for contadas a frente de um espelho,
Pois a água de um rio não passa duas vezes no mesmo lugar.
Como é bom quando nos deparamos com livros que nos apertam a consciência...
Bjinhos e um lindo final de semana pra vc.

2/06/2010 11:53 da manhã  
Anonymous José Manuel said...

Clarinda



Conheço o autor. Ainda não li este livro.

Do que dás a ler imagino o universo em que se desenvolve tão comum a tantos outros autores. O que deve fazer a diferença é a forma. Prometo que o vou ler.

Ocorre-me dizer como síntese do que nos fica após 65 anos de vida e de leituras, que para muitos a felicidade dos outros é insuportável e que tempos virão em que os homens pedirão desculpa até aos animais.

Mas está na nossa mão e nas nossas consciências dizer NÃO e ter gestos que esses SIM possam fazer a diferença usando de compaixão sensibilidade e inteligência para minimizar, sem ser apenas com fraseados, as misérias e insensibilidades intolerantes que nos rodeiam.

Por último lembro que a moral as religiões e a política tem matado mais gente do que todas as guerras juntas.

Um beijinho e parabéns pelo que me foi dado ver.

Cascão

2/07/2010 12:13 da manhã  
Blogger Parapeito said...

«Não sei como será a Terceira Guerra Mundial, mas poderei vos dizer como será a Quarta: com paus e pedras..» (Albert Einstein) ...
será que vai ser assim??
brisas mansas****

2/09/2010 5:20 da tarde  
Blogger Je Vois la Vie en Vert said...

Ola amiga, tudo bem contigo ?
Vi que recebeste propostas dum anónimo para sofwares...eu recebi o mesmo estilo para Viagra. Será que pensam que sou homem ? :D
Eu apaguei, ninguém precisa disto em casa.

Beijinhos

Verdinha

2/09/2010 9:13 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home