quinta-feira, julho 16, 2009

Um andar... um explorar... um encontro com uma estátua... desta vez esquecida...escondida dos nossos olhares...
mais um pormenor... um pensar... um lembrar...
"SOMOS O ESQUECIMENTO QUE SEREMOS"
Livro: "Somos o esquecimento que seremos" de de Hector Abad Fanciolince
Foto: Jardim Castro Guimarães, Cascais


104 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Eu penso que sim. Somos o esquecimento que seremos. Mas enquanto não o somos e nos cruzamos com pessoas lindas ou estátuas maravilhosas, somos o que quisermos ser. Não tenho mais palavras, porque nem sempre elas significam o que se sente.
Muitos beijinhos e continua sempre nos teus pormenores.

7/16/2009 9:25 da manhã  
Blogger Maria said...

Seremos o esquecimento, fatalmente. Mais tarde ou mais cedo...
Que dizer mais? Gostei... o resto levo comigo.

Beijo

7/16/2009 11:47 da manhã  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Somos de facto «o esquecimento que seremos»... por muito que possa luzir no momento presente a epopeia vivencial...

7/16/2009 12:03 da tarde  
Blogger Ana Oliveira said...

Pormenores...detalhes...
pedacos que fomos, guardados na memoria do tempo a fazer-nos hoje, o rasto de ontem...a sombra de amanha.

...e as fotos sempre a revelar o que os olhos apenas afloram e logo esquecem.

Obrigada.

Beijos

Ana

7/16/2009 12:10 da tarde  
Blogger Laura said...

Somos os passos que percorrem as estradas
Somos os pés doridos nas jornadas
Somos ânsia de chegar a algum lado
E acabamos de peles e solas rasgadas !...

Beijinhos a tuzinha, da, laura..

7/16/2009 12:45 da tarde  
Blogger Pena said...

Oh, Simpática Amiga:
"..."SOMOS O ESQUECIMENTO QUE SEREMOS".
Profundo. Evidente pela lição de beleza e pureza de existir na plenitude de nós.
Fabuloso. Adorei.
Com um respeito gigante perante o seu enorme talento e genialidade.
Beijinhos amigos
Uma frase de imensa significação existencial.

pena

OBRIGADO pela sua amizade.
Bem-Haja, genial e preciosa amiga.
Surpreendente atitude do existir. Do viver!!
Perfeito.

7/16/2009 12:48 da tarde  
Blogger Maria, Simplesmente said...

Maria:
Seremos... ou somos o esquecimento.
Por vezes não precisamos de muito tempo para sermos.
Outras vezes nunca seremos.
E o mais curioso é que seremos mais rapidamente esquecidos pelo bem e sempre lembrados pelo mal!
Beijos
Maria

7/16/2009 2:51 da tarde  
Blogger A.S. said...

Quantas vezes as estátuas se animam e nos tocam as mãos...


Beijos!

7/16/2009 5:30 da tarde  
Blogger Sereia* said...

Querida Maria Clarida,

passei aqui para contar o sonho que tive esta noite e, quando cheguei, vi este post maravilhoso a receber-me!

ADOREI! MESMO!

Esta noite, sonhei com muitas bolas de são. Todas coloridas, ás dezenas. Alguém mais adulto tinha por perto alguém mais criança que lançava bolinhas de sabão ao ar. Elas caiam no chão de pedras brancas e ficavam agarradas ao chão sem rebentar... às dezenas, coloridas, lindas!
Um tapete, que ninguém pisava. Ficavam ali a dar cor ao espaço.

E lembrei-mde de vir aqui partilhar. Porque, para mim, as bolas de sabão vão estar sempre ligadas a si no meu coração :)

Beijinhos de Sereia*

7/16/2009 7:14 da tarde  
Blogger Graça Pires said...

Os pormenores com que construímos o nosso próprio esquecimento.
Uma fotografia de quem sabe usar o olhar. Gostei muito.
Um beijo.

7/16/2009 8:16 da tarde  
Blogger Mona Lisa said...

Olá

Obrigada pela tua visita.

Vamos então "Viver a Vida", antes de sermos o "esquecimento".

Bjs.

7/16/2009 8:18 da tarde  
Blogger eduarda said...

"SOMOS O ESQUECIMENTO QUE SEREMOS", é um livro de coragem e ternura, onde caberia também a imagem e palavras que nos oferece.
Beijinhos

7/16/2009 9:52 da tarde  
Blogger Raquel said...

Hermosa fotografía y texto.
Un abrazo

7/16/2009 10:14 da tarde  
Blogger prafrente said...

Se semearmos esquecimentos, seremos esquecidos, se semearmos amor, seremos amados...se semearmos ventos colheremos tempestades...

Cada um de nós colhe aquilo qe semeia...e cada um de nós é livre para semear aquilo que desejar.

E os pés tanto nos conduzem pelo campo que semeamos, como pelas dunas da praia onde nos amamos...

Bjinhos

7/16/2009 10:43 da tarde  
Blogger Carlos Pires said...

Se não esquecêssemos não conseguiríamos pensar nem agir - nem viver, aliás. E não se trata apenas de esquecer coisas graves e tão dolorosas que bloqueariam o caminho para o futuro (que é já o próximo segundo).
Mas também de esquecer os milhares de pormenores que os nossos órgãos sensoriais captam em pouco segundos - aquilo que se chama Memória Sensorial, cuja retenção é ainda mais breve que a da Memória a Curto Prazo (1/4 segundo e alguns segundos respectivamente).
Seja como for, a frase não é - felizmente - verdadeira. O esquecimento ajuda a enfrentar o mundo, mas aquilo que somos, aquilo que nos faz continuar, assenta nas coisas que valorizamos e de que nos lembramos.
Se não fosse a memória não saberíamos o nosso nome e não nos reconheceríamos ao espelho...

7/16/2009 10:56 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

Escondida, mas não do teu olhar...O esquecimento por vezes é conveniente.

Um beijo pra ti, querida amiga

7/16/2009 11:01 da tarde  
Blogger Pipinha said...

Querida Mº Clarinda,
Sempre com a sua máquina por perto a tirar fotos aos pormenores mais variados e francamente bem captados :)
"Somos o esquecimento que seremos"
Vale a pena pensar nisso!
Querida amiga, de facto depois do nosso abraço apertadinho, tudo se torna mais real e bonito.
Adorei conhecê-la! Vocês são uma família muito especial! Gosto muito de todos! Só falta conhecer o outro filho :)
Beijinhos carinhosos e o "nosso" abraço apertadinho :)

7/16/2009 11:43 da tarde  
Blogger Duarte said...

Realmente é assim. Pode que um excesso de tudo nos leve o olhar.
No reencontro com o que há tempo não víamos é como um descobrimento novo, dupla motivação, mais prazenteira ainda.

Abraço-te

7/17/2009 12:27 da manhã  
Blogger opinião própria said...

Dá que pensar, este poema...

7/17/2009 12:47 da manhã  
Blogger Oliver Pickwick said...

Bonito texto e, infelizmente, mais verdadeiro, impossível.
Um beijo!

7/17/2009 1:31 da manhã  
Blogger Cátia said...

Um andar, um explorar de nós mesmos.

Excelente pormenor, parabens.

Estou sempre por perto, querida, mesmo que em silencio.

Beijinho grande,
CA

7/17/2009 9:10 da manhã  
Blogger Tongzhi said...

Mais uma sugestão de leitura posta de uma maneira brilhante!!!

Beijo

7/17/2009 9:57 da manhã  
Blogger Anita said...

Gracinda, doce Gracinda, que uma cotovia acompanhe Sempre o teu sorriso e que o teu Anjo da Guarda te acaricie como uma pena...
Deixo-te um doce bjinho com o sabor do Vento que sopra mansinho, Sente a beleza da brisa.

Bom fim de semana.

Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

7/17/2009 11:36 da manhã  
Blogger São said...

Tal como tu, companheira, dou muitissima importância a pormenores: aí se define e clarifica muita coisa...

Abraço fraternal.

7/17/2009 2:15 da tarde  
Blogger joaninha said...

Seremos esqueciemento... mas se nos fizerem uma estátua, é que sempre alguém nos quis fazer reviver... será que merecemos um dia ser a estátua do jardim do bairro?!!!
Mil beijinhos Maria Clarinda!

7/17/2009 3:59 da tarde  
Blogger Princesa said...

"A grande arte de fazer amigos
é uma maravilhosa aventura
onde aprendemos a descobrir corações.
Toda amizade dá sentindo novo á vida."
Bom fim de semana
um beijo

7/17/2009 4:58 da tarde  
Blogger Meg said...

Esquecimento ou lembrança?... porque as lembranças atrapalham, prefiro esquecê-las...
Dilema?... talvez...

Beijo

7/17/2009 8:00 da tarde  
Blogger gaivota said...

antes deste esquecimento, há tantas outras coisasssssssssssss
algumas ficam, sempre!
beijinhos

7/18/2009 12:11 da manhã  
Blogger Ana Martins said...

"SOMOS O ESQUECIMENTO QUE SEREMOS", para reflectir esta frase... Reflecti!!!

Beijinhos,
Ana Martins

7/18/2009 12:56 da manhã  
Blogger Sonia Schmorantz said...

Que imagem significativa!! Muito bonito teu post.
Tenha lindo final de semana
beijo

7/18/2009 1:15 da manhã  
Blogger Susana Simões said...

"Somos o esquecimento que seremos"

Confesso que não conhecia este título, mas acaba por se tornar numa interessante frase reflectiva. Um dia, talvez possamos ser esquecidos por completo, no entanto, seria melhor que alguém nos recordasse por algo positivo. Nunca se sabe... :)

Bom fim-de-semana!

7/18/2009 11:08 da manhã  
Blogger Sol da meia noite said...

Há sempre o momento em que se descobre o que está esquecido.

Beijinhos * *

7/18/2009 1:47 da tarde  
Blogger heretico said...

... e cada um tem o esquecimento que merece!

subtis e belos (teus) pormenores.
não há "pés de barro" em tuas estátuas...

beijos

7/18/2009 5:02 da tarde  
Blogger Maria, Simplesmente said...

Enganaste-te Maria, as minhas férias já lá vão. Pode ser que Setembro me contemple por mais uns dias. O meu desejo de Boas Férias é para os que vão agora.
Beijos

7/18/2009 8:09 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
adoreiiiiii,
parabéns,
,
os pés bem fixos no chão,
desnudando o esquecimento,
porque somos e seremos . . .
,
conchinhas serenas, envio,
,
*

7/18/2009 10:10 da tarde  
Blogger Pedrasnuas said...

UM DIA PODEREMOS SER ESQUECIMENTO,PÓ,NADA...POR ENQUANTO RESPIRAMOS,SONHAMOS,SOFREMOS,RIMOS...EM SUMA VIVEMOS!!!

BEIJO

7/18/2009 11:49 da tarde  
Blogger mjf said...

Olá!
Era bom podermos esquecer...
:==))

Beijocas
Boa semana

7/19/2009 8:44 da tarde  
Blogger Multiolhares said...

Por vezes não passamos disso, estátuas empedernidas perdidas de nós
beijinhos

7/19/2009 10:03 da tarde  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

concordo...e somos por vezes estátuas paradas.

gostei da foto!

beij

7/19/2009 10:52 da tarde  
Blogger Carlos Pires said...

Aqui hoje

Já somos o esquecimento que seremos.
A poeira elementar que nos ignora
e que foi o ruivo Adão e que é agora
todos os homens e que não veremos.
Já somos na tumba as duas datas
do princípio e do término, o esquife,
a obscena corrupção e a mortalha,
os ritos da morte e as elegias.
Não sou o insensato que se aferra
ao mágico sonido de teu nome:
penso com esperança naquele homem
que não saberá que fui sobre a Terra.
Embaixo do indiferente azul do céu
esta meditação é um consolo.

Jorge Luis Borges

7/19/2009 11:34 da tarde  
Blogger Thiago said...

...um encontro com uma estátua...o esquecimento do que seremos e do que somos...um beijo especial com saudades de um filho que te adora

foto5*****

7/20/2009 10:29 da manhã  
Blogger Osvaldo said...

Maria Clarinda;

Estes pés de estátua esquecida, como dizes, faz-me pensar quando em meu trabalho passo por muitas que foram esquecidas durante séculos e que ornamentam e fazem parte da história dos lugares em que "nasceram" e que hoje expostas em lugares adequados, revivem para nos contarem como foram esses tempos.

Como tudo na vida, nada entra em esquecimento, apenas adormecem por algum tempo e de tempos-em-tempos, são lembradas do porquê da sua passagem...

bjs Clarinda,
Osvaldo

7/20/2009 10:29 da manhã  
Blogger O Profeta said...

Este mar de fresco azul
Estas pedras sentinelas constantes
Estas ondas que adormecem nelas
Vieram do mundo em formas navegantes

O amargo das uvas verdes
Cede ao sorriso do astro rei
O doce invade os sentidos
E a ternura impõe a sua lei


Boa semana


Mágico beijo

7/20/2009 3:04 da tarde  
Blogger legivel said...

... reconheço haver gente que se esquece facilmente de ser. Os tempos estão difíceis e servem às mil maravilhas para desculpas esfarrapadas sobre como nos posicionamos perante os outros e nós próprios.

Daí que, quem sabe, até a estátua na imagem (dona de um bem esculpido pé direito) invoque a falta de tempo para cortar as unhas...

Sorrisos e um bom resto de Julho.

7/20/2009 4:21 da tarde  
Blogger Agulheta said...

Somos tantas vezes esquecidos? Pelo tempo,pelo amor, e sentimentos,penso que este seja o pior.
Beijinho:

7/20/2009 5:56 da tarde  
Blogger Maripa said...

Andar descalça...pés bem assentes na terra húmida,sentir o pulsar da natureza.

Uma estátua esquecida.. a que o teu olhar atento e sensibilidade trouxe até nós.

A lembrar..."Somos o esquecimento que seremos".

Beijinho,querida Maria Clarinda.

7/20/2009 11:04 da tarde  
Blogger maresia_mar said...

Olá

tantos esquecidos por aí... lindo o teu post e a foto!

«Desperta, lava de luz o teu rosto.
Canta baixinho uma canção,
que afaste a tristeza e o medo.»

bjhs

7/21/2009 3:10 da tarde  
Blogger Je Vois la Vie en Vert said...

Querida Maria Clarinda,

Que lindo iniciativa é esta de andar a procura (e de nos mostrar) os esquecidos !

Não me esqueci e gostava que viesse dar um saltinho ao meu cantinho verde para descobrir o meu retrato.

Beijinhos

Verdinha

7/21/2009 5:23 da tarde  
Blogger mixtu said...

pormenor num andar
caminhar
deambular
sentir...

estátua

abrazo serranos

7/21/2009 8:22 da tarde  
Blogger Mar Arável said...

Boa memória

para os amanhãs

7/21/2009 11:22 da tarde  
Blogger O Árabe said...

Bonito texto. E realmente assim é: seremos o esquecimento. Mas enquanto lembrardos formos, que sejamos boas lembranças. :) Bom resto de semana!

7/22/2009 7:55 da tarde  
Blogger Olavo said...

Somos o esquecimento. È assim que tudo termina.

7/22/2009 10:46 da tarde  
Blogger Fernando Santos (Chana) said...

Olá Maria, bela fotografia e texto...Espectacular....
Beijos

7/23/2009 1:24 da manhã  
Blogger PreDatado said...

Como sempre, uma foto interessante. Quanto ao livro ainda não o li.

7/23/2009 12:17 da tarde  
Blogger BC said...

Só agora reparei que é de Oeiras como eu, só que fui adoptada por Cascais há já muitos anos, desde que casei e essa estátua de pedra é de Cascais.
Beijinho
Isabel

7/23/2009 5:58 da tarde  
Blogger O mar me encanta completamente... said...

Bela imagem a ilustrar
sábias palavras.
Obrigada pela gentil visita.

Beijinho

Glória

7/24/2009 3:09 da manhã  
Blogger joaninha said...

Passo para deixar um beijinho. Agora já sem a lupa para ver onde escrever...

Tudo bom e um excelente fim de semana, deseja a joaninha (isabel)

7/24/2009 7:12 da tarde  
Blogger Lilá(s) said...

cairemos un dia no esquecimento se deixármos...
bjs

7/24/2009 7:40 da tarde  
Blogger São said...

Que teu fim de semana seja como desejas...~~


Beijos.

7/24/2009 8:22 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Uma foto muito bonita. Esquecimento? O pior esquecimento é aquele que nos leva a esquecermos quem somos.
Um abraço e bom fim de semana

7/24/2009 8:47 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Uma foto muito bonita. Esquecimento? O pior esquecimento é aquele que nos leva a esquecermos quem somos.
Um abraço e bom fim de semana

7/24/2009 8:47 da tarde  
Blogger Adrielly Soares said...

Lindo Lindo, querida, parabéns.
;D

7/24/2009 11:22 da tarde  
Blogger Girl's Colection said...

O blog esá mt bom, parabens

7/25/2009 2:44 da tarde  
Blogger Mário Margaride said...

Querida amiga

Estou neste momento sem pc, por isso, virei aqui sempre que me for possível, espero que compreendas.

Lindo este teu poema!

Beijinhos e bom fim de semana.

Mário

7/25/2009 7:53 da tarde  
Blogger mixtu said...

na altura ed lavar os pézitos...

7/25/2009 10:23 da tarde  
Blogger Vicktor said...

Querida Maria Clarinda

Poderemos ser esquecidos por muitos... por aqueles de quem fomos amigos, por aqueles que de nós se serviram para progredia na vida, pelos que nos elogiaram na oportunidade... por muitos...

Nunca por todos!

Guardo dos meus pais a s memórias de sua vivência, as referências que ainda continuam a ser as minhas...

"Filho és, Pai serás" os meus filhos de mim guardarão memória, não tenho dúvidas!!!

Beijinhos.

7/25/2009 10:28 da tarde  
Blogger Pedro Branco said...

Seremos mesmo? Não sei...

7/26/2009 10:58 da tarde  
Blogger Odele Souza said...

Uma estátua esquecida? Já não mais.

Por vezes as pessoas esquecem de si, esquecem quem são.

Beijos!

7/27/2009 5:16 da manhã  
Blogger Pena said...

Maravilhosa Amiga:
"Somos o nosso Próprio Esquecimento Que Seremos".
Uma frase de "Arte" pura do existir. Do viver.
Fantástica, aarte da estátua, parece real.
Parece falar e expressar o que sente.
Mais um Post muito belo. Puro. Extraordinário pela profundidade humana que ele contém.
Beijinhos


pena

Adorei! Tem a mesma magia de sempre.
A que sempre nos habituou. Linda...!

7/27/2009 8:15 da manhã  
Blogger Sofá Amarelo said...

As estátuas são almas em silêncio... almas por vezes com os pés bem assentes...

Muitos beijinhos!!!

7/27/2009 8:31 da tarde  
Blogger pin gente said...

por muito tempo haverá quem nos lembre, quem nos nomeie... como o fazemos a outros.
um beijo
luísa

7/27/2009 10:56 da tarde  
Blogger Vestígios de luz …salpicos de mar … said...

Os vestígios esquecidos do caminhar …
Podem ser poemas, retalhos do pensar,
As escamas da pele ….
Os instantes envelhecidos pela rotina….
Os cabelos brancos a brilhar a contrastar com o olhar sempre novo….


Obrigado, por partilhares o teu casulo ….

7/28/2009 1:41 da manhã  
Blogger O Profeta said...

O desejo mora no limite da razão
Há tanto de intemporal em ti
Solta a palavra em lábios inquietos
As cores do teu “eu” penso que não vi

Imaginei-as mil vezes
Ouro de lei, a limpidez dos diamantes
O pensamento é cavalo errante
Feito na viagem de breves instantes


Boa semana



Doce beijo

7/28/2009 2:30 da tarde  
Blogger Laudi Biten said...

Olá! Maria Clarinda!

Seu blog está maravilhoso!

Parabéns!

Laudi

7/29/2009 1:47 da manhã  
Blogger CarlaSofia said...

Querida Maria Clarinda, julgo que nunca seremos esquecidos. O nosso ser permanece em tudo o que amámos.
um beijinho

7/29/2009 11:21 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli said...

E, se não queremos ser esquecidos, temos que fazer com que os outros nos esqueçam o mais tarde possível.
Temos, por isso, de cuidar o melhor possível do nosso andar... para que ele fique na memória depois nos irmos embora daqui.
Querida amiga, excelente post. Uma escolha cirúrgica e inteligente.
Beijo.

7/29/2009 6:09 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Sim.

Seremos o esquecimento....

Bjs

8/02/2009 8:41 da tarde  
Blogger mfc said...

Os pequenos nadas que afinal representam tudo!

8/04/2009 6:55 da tarde  
Blogger Naty e Carlos said...

Ola passamos para te visitar e deixar um bjs

8/05/2009 9:29 da manhã  
Blogger Alvaro Oliveira said...

Olá Maria Clarinda

Me desculpe esta aparente ausência, pois nunca estive ausente, apenas não conseguia
comentar no seu e outros blogs.
Agora que substituí o Explorer8, pelo Explorer7, tudo está resolvido.

Amiga, muito linda esta postagem.
Adorei.

Um beijo

Alvaro

8/05/2009 5:24 da tarde  
Blogger greentea said...

ainda ontem por lá passei ...

quanto às memórias do esquecimento , prefiro não esquecer ...

8/08/2009 9:31 da manhã  
Blogger laura said...

Uns pés descalços de algum palmilhante da vida, e se descalço estava, é porque a vida lhe foi adversa!...
Beijinhos e há que tempos que não nos vemos por aqui..laura.

8/08/2009 12:19 da tarde  
Blogger Carol Flor said...

sempre na alma
adoro :)
grande bjo
luz sempre

8/09/2009 6:12 da tarde  
Blogger Rodrigo Meirelles said...

http://rosaseventos.blogspot.com/
gostei de tudo que ví, aqui depois vol voltar com mais tempo. Receba-me como novo no mundo dos blogs. Espero que goste! bjs

8/11/2009 7:25 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

Deixando-te um beijo

8/13/2009 3:16 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
por onde anda,
esta menina ?
,
conchinhas,
,
*

8/13/2009 6:48 da tarde  
Blogger O Profeta said...

Ah mas esta calmaria aprisionada
Sobe ao celeste um frio arrepio
Entre o mar e as negras pedras
Vive um coração de onde escorre um rio
Onde moram sereias douradas
Onde os peixes falam de amor
Onde as pedras são felizes
Onde as águas lavam o rancor


Boa fim de semana


Doce beijo

8/15/2009 1:52 da tarde  
Blogger Éverton Vidal Azevedo said...

A vida é isso né. Caminhada e encontros.

8/16/2009 2:37 da manhã  
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

E assim é a nossa vida! Gostei, como sempre.
Pérolas incandescentes de amizade e luz.

Eärwen

8/16/2009 5:01 da tarde  
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

E assim é a nossa vida! Gostei, como sempre.
Pérolas incandescentes de amizade e luz.

Eärwen

8/16/2009 5:01 da tarde  
Blogger Laura said...

Pés descalços
Caminham
Por trilhos ignorados
de quem tem sapatos
Calçados!...


Um beijinho da nina do voo alado, a teu lado em visita à terra mãe...laura.

8/18/2009 11:32 da tarde  
Blogger Osvaldo said...

Clarinda;

Ás vezes faz um bem imenso, passar só para dizer bom-dia.

E foi por isso que passei.

Bom-dia, Maria Clarinda...

Osvaldo

8/19/2009 8:00 da manhã  
Blogger mundo azul said...

__________________________________

...é isso! Um dia seremos apenas, esquecimento...



Beijos de luz e o meu carinho!!!


__________________________________

8/19/2009 11:15 da tarde  
Blogger laura said...

Maria clarinda, o poema sobre áfrica foie scrito naquele momento...sentido, sonhado, enfim...os nossos passos levar-nos-ão onde tiver de ser e, oxalá seja a terra amada o nosso poiso...Um beijinho da laura.

8/20/2009 2:51 da tarde  
Blogger Starseed said...

Só para dar um beijinho de boa noite, Sra Atlante do mar!

É também inportante esquecer que somos.

Bjs grandes,

Starseed

8/21/2009 11:14 da tarde  
Blogger sofialisboa said...

é sempre tão bom ler-te minha querida clarinda. bjs sofia

8/22/2009 8:45 da manhã  
Blogger Isabel José António said...

Querida Clarinda,

Que prazer vir aqui vê-la!!!

Estamos finalmente de regresso aos blogues e já actualizámos os nossos. Também aproveitámos para anunciar no nosso Observatório o surgimento de um blogue sobre Vegetarianismo como Ética para a Vida. O link está no Observatório mas é o seguinte:

http://chefvegetariano.blogspot.com

Um abraço,

Isabel

8/23/2009 1:05 da manhã  
Blogger Angel of Light said...

É importante esquecermo-nos quem somos neste plano e (re)lembrarmo-nos de quem realmente somos noutros planos e nunca mais deixarmos essa lembraça fugir na brisa do vento...

Beijinhos de Amor e Luz trazidos nas asas de um anjo de Luz e colocados suavemente sobre as asas de uma butterfly!

8/23/2009 9:14 da tarde  
Blogger O Profeta said...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?


Bom domingo



Doce beijo

8/23/2009 9:48 da tarde  
Blogger Brancamar said...

Sempre belas as tuas imagens e as reflexões que nos deixas.
Há muito venho passando por este post, pensava até que já o tinha comentado.
Espero que esteja tudo bem contigo e espero o teu regresso, com mais momentos como este.
Beijinhos.

8/24/2009 12:21 da manhã  
Blogger Luis F said...

Um excelente pensamento... gostei de conhecer este espaço e de ler o que por aqui, com sentimento, tão bem partilhas...

Luis

8/24/2009 1:34 da tarde  
Blogger jorge vicente said...

somos ainda mais a lembrança que somos

grande abraço
jorge vicente

8/25/2009 9:25 da tarde  
Blogger Serenidade said...

Lembranças que nos tocam a lama e nos remetem para o passado...

Serenos sorrisos

8/26/2009 6:00 da tarde  
Blogger Grace Olsson said...

obrigada pela sua visita e seuas palavras lindas....obrigada


vc escreve muito bem, querida...
bjs e dias felzes


graceolsson.com/blog

8/28/2009 8:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home