terça-feira, fevereiro 21, 2006


Foi há seis anos…Meu Deus tanto tempo…e tão pouco ao mesmo tempo!
Acabadinha de chegar, de uma viagem de dois meses pelo Brasil, que, pensei absolutamente necessária para a minha estabilidade emocional naquele tempo. Mal sabia eu, que coincidência ou não…no momento em que o meu avião aterrou em Lisboa, tu foste estupidamente arrancado à vida, e, partiste para a tua estrela…..deixando-nos a todos em estado de choque!!! Emoções, dor, revolta, porquê, porque terias que partir tão novinho ainda, quando a vida começava a sorrir, para construíres o teu próprio caminho?!Perseguem-nos até hoje.
Recordo a tua última frase para mim, no Natal daquele ano ” Oh Rey, boa viagem….e encontra o que vais à procura”!
Vi, vejo, a dor estampada no rosto da Mulher Valente, que é a tua Mãe!!!Estou sempre com ela presente em tudo o que faço, tento estar fisicamente sempre que posso, admiro-a, e, é para mim um dos meus grandes exemplos !...
Eu sei que lá onde tu estás, olhas por elas(tua mãe, irmã, avó), envias ternura em brisa de vento, carinho em forma de nuvens brancas, e alegria no quente e no brilho do sol.
Por tudo isto, hoje este post é em tua memória ,Bruno!

7 Comments:

Blogger Miguel said...

Oi Clarinda,

So posso dizer que fiquei emocionado ao ler o seu post.

Obrigado pela partilha e ficou uma bonita homenagem ao Bruno e ah familia dele.

Bjs vindos das Caraibas
Miguel

2/21/2006 10:20 da tarde  
Blogger dcg said...

Comovente. Pelas palavras, pela mensagem, pelo amor tão claramente demonstrado nestas linhas.
Beijinho e parabéns pelo blog.

2/22/2006 9:03 da manhã  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Sentimento de perda traduzido em carinho e saudade.
Belo texto em homenagem àquele que partiu.
lindo dia minha querida,
beijosssssssss

2/22/2006 4:40 da tarde  
Blogger Rita said...

Lembro-me de chegares do Brasil... deste triste dia... e das primeiras fotos que me mostraste de S.Paulo...
Beijinho grande

2/25/2006 2:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Não é fácil perder quem amamos, é um sentimento que não se explica, mas que algumas palavras chegam para tocar aqueles que nos amam também.
Confesso que ao ler o que escreveu me lembrei de todos aqueles que já perdi, tento pensar que é apenas do contacto físico que estou privada..nem sempre é fácil!
A sua ternura percebe-se pelas suas palavras. O thiago tem muita sorte em ter uma mãe especial
Um beijinho da Sofia

2/25/2006 6:43 da tarde  
Blogger Thiago said...

...no comments...aquele nosso abraço apertado, minha mãe!

2/26/2006 1:25 da manhã  
Blogger Miguel said...

Oi Clarinda,

Uma mensagem so para mandar um beijinho.

Miguel

2/28/2006 5:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home