domingo, outubro 28, 2007



Foi há apenas três dias...chegaste com a alegria e avidez deste pardal, que um dia veio comer à tua mão!...
Mas, o tempo passa rápido... de novo partiste com olhos brilhantes de saudade...uma saudade já saciada... feliz.... orgulhoso por um dia teres decidido,que a tua hora de bater as asas e, deixar o ninho tinha chegado!
Foi bom ter-te fisicamente perto, filho. Foi bom sentir o teu calor, o teu carinho.
Foi bom acima de tudo ver-te tão Feliz!!!
Deixo-te com a letra da canção que ouvias esta tarde, e que tanto me disse:
"...Pero los pájaros no pueden ser enjaulados
porque ellos son del cielo, ellos son del aire
y su amor es demasiado grande para guardarlo

Y la dejaste volary
tus ojos lloraron hasta doler
pero sólo tu sabías
que así tenía que ser..."
(canção de Bebe "Cuidándote "do album "Pa Fuera Telarañas")

66 Comments:

Blogger Ana said...

Gotas de felicidade são essas visitas roubadas ao tempo. Perduram na memória, saciando a ausência.
Um beijo.

10/29/2007 12:43 da manhã  
Blogger Teté said...

É evidente que os filhos um dia têm de bater as suas próprias asas. Faz parte da vida! Ainda não passei pela experiência, mas encontro essa saudade em vários dos meus amigos, alguns com filhos a uma distância que não dá para vir fazer uma visitinha de 3 dias...

O importante mesmo é que estejam felizes!

Gostei do teu cantinho, volto para ler com mais atenção posts anteriores.

Jinhos

10/29/2007 1:06 da manhã  
Blogger Thiago said...

Minha Mãe, quero apenas dizer-te que estes 3 dias foram muito importantes para recarregar energias e para sentir o vosso carinho fisico que tanto me faltava. Sim, os pássaros têm asas e como sempre me ensinaste são para voar e encontrar a sua própria árvore...por enquanto creio ter encontrado a minha :-)

10/29/2007 9:43 da manhã  
Blogger Thiago said...

Ah e Obrigado por este miminho...aqui te espero na minha árvore!!

10/29/2007 9:43 da manhã  
Blogger Berta Helena said...

Como a compreendo, Clarinda! Também eu tenho um filho, bem crescido, independente, a viver na sua própria casa. E de cada vez que nos visita é uma alegria. Principalmente por isso que refere: por vê-lo feliz na sua vida e carregado de carinho por nós. Acho muito saudável o bater de asas, embora a ausência nos traga um certo desconforto, não é?

Muitos beijinhos.

10/29/2007 10:06 da manhã  
Blogger Isabel-F. said...

imagino o quanto nos deve custar quando eles partem para a vida deles ...

mas é a lei da natureza ...

beijinhos e uma linda semana para ti

10/29/2007 10:55 da manhã  
Blogger poeta_silente said...

Clarinda!
Minha querida, nem imaginas como te entendo. Minha filha mais velha 25 anos) é casada e mora noutra cidade. E, as vezes, sinto uma saudade imensa... principalmente quando ela passa algum tempo comigo. Quando sai, parece que me falta um pedaço. Embora tenha meu filho mais moço comigo, isto não tira a imensa satisfação de ter os dois ao meu lado. E também reconheço que os pássaros precisam voar e ter seu próprio ninho. Mas, me diz: - É uma maravilha o tempo que passam conosco... não é?
Deus te abençoe e obrigada pelo comentário. Agradeço imenso e te digo a mesma coisa.
beijos
Miriam

10/29/2007 11:15 da manhã  
Blogger Teresa David said...

Existem momentos que nos marcam mais do que muitos anos de vida! E são exactamente esses que nos dão ânimo para continuar a caminhada.
Obrigada pela visita e bjs
TD

10/29/2007 11:25 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
pero sólo tu sabías
*
xi
*

10/29/2007 12:03 da tarde  
Blogger Hindy said...

A foto é fantástica!

Beijinho hindyado

10/29/2007 12:40 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Oie linda! Quanto carinho e amor! Doce demais! Obrigada por dividir tanta beleza!
Que sua semana seja feliz!
Beijos

10/29/2007 1:24 da tarde  
Blogger MARTA said...

Texto lindo e cheio de ternura que ficará sempre guardado no coração.
Gostei imenso..
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

10/29/2007 1:35 da tarde  
Blogger _E se eu fosse puta...Tu lias?_ said...

Apesar de saudoso...é gratificante vermos alguém ganhar asas e voar;)

*************

10/29/2007 3:15 da tarde  
Blogger efeneto said...

...ternura simples, simplesmente ternura. Estou perto de passar pelo mesmo pois alguem vai voar do meu ninho. É a lei da vida. Ternura deixo num beijo nesta sua publicação que toca o coração. E por muito que digam que não, um homem também chora. Beijo com ternura, eles vão mas nós permanecemos.

10/29/2007 5:51 da tarde  
Blogger Um Momento said...

Minha querida...
Como sei o que sentes...
Mas é tão bom vê-los felizes
A nossa felicidade é dobrada em sorrisos, carinhos e ternuras
A liberdade deles depende do nosso amor...
E com amor...eles sentem-se cheios, saciados para voarem cada vez mais alto:o)))

Sabes... estou a sorrir...
Adorei mesmo este teu texto...
Beijo assim abraçado a ti, pois a saudade ...aperta...mas compensa pela felicidade de quem amamos...
Noite serena te desejo na Paz dos Anjos
(*)

10/29/2007 6:21 da tarde  
Blogger MANDALAS POEMAS said...

Hola, que agradable sorpresa ha sido llegar a tu blog. Te invito a que sigas al mio en donde he ordenado mis poemas para compartir con personas como tu.

www.mandalaspoemas.blogspot.com

Desde Barranquilla, Colombia te envío un caluroso saludo.


Víctor González Solano

10/29/2007 6:22 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Um filho, um tesouro. Mais filhos, mais tesouros...
É sempre pouco, o tempo, quando os temos entre nós. Eu sei amiga.
Mas quando sentimos que estão felizes essa felicidade contagia-nos.
Os filhos nunca são nossos, são do mundo...
Beijinhos.
PS: Gostei de te saber a amanhecer, lá no FC.
Engraçado, o meu filho do meio também se chama Tiago :)

10/29/2007 6:47 da tarde  
Blogger Pena said...

Doca Amiga:
Este amor a um filho é pura e simplesmente linda. Encantadora. Terna. Sensível. Que arrebata, conquista e cativa.
Deve ser uma mãe extraordinariamente magnífica, sincera e generosa.
Sim! Um dia, os filhos do nosso coração enorme partem. Não para sempre, mas abandonam um lugar ao nosso lado, em nós, que jamais esqueceremos.
Sabe, é linda, linda...!!!!!!!

Adorei a atitude e a sua ternura.
Como qualquer filho a adoraria!
Abraço de encanto, amizade sincera e com gigantesca estima.

pena

10/29/2007 6:56 da tarde  
Blogger Odele Souza said...

Um filho quando parte, deixa um vazio que nada nem ninguém vai poder preencher.

Um abraço.

10/29/2007 7:50 da tarde  
Blogger Fernanda e Poemas said...

Olá Maria Clarinda, linda postagem.
Beijinhos,
Fernandinha

10/29/2007 8:23 da tarde  
Blogger MIMO-TE said...

Ai! as mães onde eu também me incluo. Também tenho um crescido que um destes dias vai bater as asas. Farei como tu, fico feliz se ele estiver feliz.

Muitos mimos, linda

10/29/2007 8:34 da tarde  
Blogger MIMO-TE said...

Ai! as mães onde eu também me incluo. Também tenho um crescido que um destes dias vai bater as asas. Farei como tu, fico feliz se ele estiver feliz.

Muitos mimos, linda

10/29/2007 8:38 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

poesia em tons de mar..com cheiro a jasmim..parabéns..

10/29/2007 9:18 da tarde  
Blogger avelaneiraflorida said...

Maria Clarinda,
Venho retribuir a visita ao meu cantinho!!!
Chego num momento bonito!!!
Em que um pássaro voa pelas suas proprias asas,porque assim foi bem ensinado!!!!

Todo o carinho para AMBOS!!!!!
BJKS

10/29/2007 9:26 da tarde  
Blogger JPD said...

Belíssimo!

10/29/2007 9:43 da tarde  
Blogger Sol da meia noite said...

Gostei deste post sentido, onde ouvi o teu coração a falar, onde ouvi o choro baixinho da tua alma...

Beijinhos!

10/29/2007 9:55 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Doce demais! Esses momentos fazem a vida valer a pena! Que Deus permita muito mais!
Que sua semana seja de realizações!
Beijos

10/29/2007 11:09 da tarde  
Blogger Aspásia said...

QUERIDA CLARINDA

VIM RETRIBUIR A VISITA AO MEU JARDIM E COMOVI-ME COM A TERNURA, SENSIBILIDADE E CARINHO AQUI DEMONSTRADO PELO SEU FILHO E EM OUTROS POSTS PELOS OUTROS, PELOS ANIMAIS, PELA VIDA...

APESAR DA SAUDADE TENHO A CERTEZA Q ESTÁ FELIZ COM A REALIZAÇÃO DE SEU FILHO... SEU PASSARITO QUE VOOU DO NINHO MAS DECERTO A LEVOU NAS ASAS DO CORAÇÃO!

MUITOS BEIJINHOS :)

10/30/2007 12:30 da manhã  
Blogger Sophiamar said...

Tão bonito, tão comovente e disse-me tanto! Também o meu está prontinho para bater as asas. Custa tanto! Mas costumo dizer: Felizes os pais que vêem os seus filhos voar. Que o céu seja o seu limite.
Tem um bom dia!

Beijinhosssss

10/30/2007 5:36 da manhã  
Blogger Adriana said...

que foto e palavras lindas
adorei
Bjs

10/30/2007 10:35 da manhã  
Blogger Entre linhas... said...

É a lei da vida,mas uma dor que perdura,uma ausência,a saudade,dói...
Bjs Zita

10/30/2007 10:38 da manhã  
Blogger Amaral said...

Foi bom ter acontecido e teres desfrutado da chegada... da permanência... e um pouco, também, da partida!
O pardal tem asas para voar! Deixá-lo aprisionado é cortar-lhe a sua capacidade de ser aquilo para que foi criado.
Nunca um filho pode ser acorrentado àquilo para que não nasceu!
Todo o ser humano é livre por natureza! Foi a Natureza que o formou no ventre da mãe, foi a Vida que lhe deu vida, para experienciar, individualmente, essa mesma vida!
Deixá-lo voar é o nosso dever!
Acompanhar o seu voo é o nosso desejo e a nossa alegria!

10/30/2007 11:51 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Os pássaros não podem ser enjaulados, sem dúvida. Existe sempre o momento da partida. Beijos.

10/30/2007 12:14 da tarde  
Blogger Fallen Angel said...

Quanta ternura, Maria Clarinda..

:-)

Mas efectivamente não são só os pássaros a ter asas.. nós também as temos e inevitavelmente temos que aprender a voar.

Beijinhos.

10/30/2007 3:07 da tarde  
Blogger Tongzhi said...

3 dias que devem ter sido muito intensos e cheios de partilha...
Beijos!

10/30/2007 6:56 da tarde  
Blogger Brancamar said...

Texto inebriante de amor maternal! E mais uma vez a tua capacidade de combinar os teus belos textos,com belos poemas de outros autores é fantástica!
Uma tradução perfeita do amor incondicional de mãe!
Vejo que tens uma sensibilidade muito forte, que te fez entrar perfeitamente no espírito do meu grito ao MAR, que comentaste hoje.
Obrigada.

10/30/2007 11:55 da tarde  
Blogger Nomundodalua said...

oww que fofooo, lindoo!! adoreii :D::D aquela sensação de saudade e alegria, tudo misturado e aconchegado dentro do peito!! :))
que venham mais e mais encontros neh mesmo??
beijoss!
namastê!

10/31/2007 12:15 da manhã  
Blogger Luadosul said...

Mi pequeño ya es hombre y vuela lejos de mí y en su felicidad yo intento volar feliz!
Hermoso!
Beijinhos!

10/31/2007 5:22 da manhã  
Blogger O Profeta said...

Há momentos que devem ser retidos e perpetuados em nosso coração...


Doce beijo

10/31/2007 9:55 da manhã  
Blogger Silent Raven said...

Momentos breves que nos fazem sonhar, momentos de alegria que fazem com que a vida valha a pena.
Gostei muito de vir aqui.

Beijinho

10/31/2007 10:15 da manhã  
Blogger vida de vidro said...

Como entendo bem tudo o que dizes neste post! A alegria de os ter connosco, sabendo, no entanto, que já não é ali a vida deles. É a vida, pois. E. se estão felizes, nós também. Mas... aquela saudade! **

10/31/2007 11:20 da manhã  
Blogger Sahmany said...

ah esse teu post!!!
Acabei chorando.
Filhos! Num momento os temos ali, pequeninos, dependendo de nós para tudo, até que as asas crescem o suficiente para que voem.
Me lembrou uma frase:
"Dêem aos filhos asas e raízes. Asas para que voem bem alto. E raízes para que tenham para onde voltar".
Abraço pra vc.

10/31/2007 11:53 da manhã  
Blogger JOSÉ NEVES said...

Como diz alguem: um filho é um verdadeiro tesouro mas quando se dá a despedida o coração dá-nos um grande aperto.

A imagem está simplesmente fabulosa.

Parabéns e um Abraço.

10/31/2007 12:07 da tarde  
Anonymous Siry said...

Hola
todo verdade, entendo bem mas escribir nom sei moito.
So digo que gosto o post.

Beijos e saudade

PD: Entiendo perfectamente portugues, pero no se escribirlo bien, perdon los errores

10/31/2007 5:43 da tarde  
Blogger SILÊNCIO CULPADO said...

Chega sempre o dia em que o filho parte e a nossa alma fica vazia. Porém, o amor de mãe é mais forte que a saudade e enche os espaços da ausência. E mesmo que chore por não o ver deseja que não volte se isso significar que está feliz.

10/31/2007 5:53 da tarde  
Blogger NINHO DE CUCO said...

Ah como eu recordo o dia em que estava a almoçar com o meu filho à beira-mar. E ele disse-me que ia viver com uma mulher, longe muito longe, ao entardecer.
Eu fiquei triste mas ele voltou 4 anos mais tarde e eu ainda fiquei mais triste por ele ter voltado. Ao ler o comentário de Silêncio Culpado veio-me à memória tudo isto.

10/31/2007 5:57 da tarde  
Blogger rosa dourada/ondina azul said...

Os filhos têm de seguir seu caminho e ter suas experiências, por muito que isso nos custe...


Beijinho,

10/31/2007 7:18 da tarde  
Blogger sveronica said...

Os passaros foram feitos pra voar, mas eles sempre vem beber em nossas mãos. Assim são os filhos...

Beijinhos

Menina do Rio

10/31/2007 7:39 da tarde  
Blogger PoesiaMGD said...

E assim fica a nossa missão cumprida no mundo...
Um texo muito bonito!
Um abraço

http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3

11/01/2007 7:51 da manhã  
Anonymous Sindarin said...

Olá minha doce e boa amiga! 1º desculpa-me o facto de ter mudado de blog e só agora te avisar. Tenho tido mto trabalho para fazer estes novos (só 2) porque os outros 4 ñ era,já capaz de os actualizar e estavam a dar-me problemas. Espero amiga querida poder continuar a contar com o teu estimado apoio e com a tua importante amizade k mto prezo. Deixo-te um milhão de beijinhos cheios de saudades e carinho. Que a nossa amizade perdure. Bom feriado.

11/01/2007 3:50 da tarde  
Blogger Mário Margaride said...

Querida amiga,

Por falta de tempo. Venho somente deixar um beijinho e uma boa noite

Virei mais tarde comentar como merece, este post.

11/01/2007 9:57 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Oie Maria, passei pra lhe ver e deixei beijinhos...

11/02/2007 1:11 da manhã  
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

Não prendemos a quem amamos, pois temos a certeza de que eles voltaram para este gostar sincero que exala a nossa alma. Bem sei do que falas.
Fico feliz em ter voltado e principalmente por ter o prazer da tua amizade todos os dias, que agradeço aos Anjos.

Deixo-te pérolas incandescentes de carinho amigo e sincero, banhadas no rio de lavas que em meu mundo corre.

Eärwen

11/02/2007 1:53 da tarde  
Blogger GarçaReal said...

Há sempre um dia em que eles batem as asas e ganham a liberdade...

Não fizémos já o mesmo?

Mas que bem sabem as fugazes passagens...

bjgrande

11/02/2007 5:41 da tarde  
Blogger Gata Verde said...

Confesso que fiquei com os olhitos molhados ao ler o comentário do teu passarito.

Um grande beijinho.

11/02/2007 11:00 da tarde  
Blogger efeneto said...

Perdi-me em mim
Onde sempre me procurei
Entre palavras e sentidos
Onde sempre me demorei
Entre versos feitos de cetim

Perdi-me em mim
No onde e no entre assim
No princípio, meio e fim
Perdi-me em mim...

Apenas me achei para lhe desejar
Bom fim-de-semana
Na companhia de quem ama...
Que pode ser, família, amigos
Não interessa

11/03/2007 12:33 da manhã  
Blogger Pitanga said...

Não consigo comentar.

beijos

11/03/2007 2:31 da manhã  
Blogger Rui Caetano said...

As asas que lhes entregamos eram para eles se libertarem da nossa protecção próxima e voltar sempre que precisarem do nosso aconchego. É a lei da vida.

11/03/2007 10:45 da manhã  
Blogger Um Momento said...

E aqui passo , sorrindo, desejando um fim de semana iluminado de coisas boas
Beijo grande abraçado em carinhos ...em ti
:o)

(*)

11/03/2007 10:53 da manhã  
Blogger Mário Margaride said...

Passo por aqui para te desejar um bom fim de semana, e deixar-te um beijinho

11/03/2007 7:26 da tarde  
Blogger efeneto said...

...passei para agradecer a visita...beijo para si e para os duendos...

11/04/2007 12:43 da tarde  
Blogger Um Momento said...

Li-te, senti um necessidade enorme de te abraçar...eu tinha 18 ...
Num carinho te sorrio,e te digo sentidamente...não há vazio...olha para o teu coração minha Querida
Sentirás o Amor ,na sua plenitude que Ela te dá, que te transmite, assim como agora eu...te sopro mil carinhos e ternuras...
Beijo sentidamente abraçado... em ti
(*)

11/04/2007 12:51 da tarde  
Anonymous cõllybry said...

O encontro, o abraço, o atenuar a saudade é, sem palavras...só mesmo o sentindo...

Belo poema

Doce meu beijo

11/04/2007 5:38 da tarde  
Blogger Jasmim said...

Belo!!!

11/04/2007 5:57 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Oie minha amiga! Espero que esteja bem. A saudade dói e muito! Sei como é.
Que sua semana seja de realizações!
Beijos

11/04/2007 9:01 da tarde  
Blogger Brancamar said...

Quando puderes passa pelo meu blog para veres o poema que te prometi procurar e que fala no seu final ao cheiro a terra molhada.Tinha 19 anos quando o fiz, não sei se terei outros antigos com essa referência, morava numa zona de campos e era frequente sentir esse cheiro à noite.Era óptimo!

11/05/2007 12:24 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home