domingo, outubro 21, 2007


Na beira do mar, ela estava só, seus dedinhos eram pinceis mágicos,
na areia desenham seus sonhos, que bailavam beijando-a de
leve com a brisa do mar ... afagando-a deixavam...cheiro de maresia!
Encontrei-a assim , olhou-me sorriu ....convidou-me a sentar ao seu lado.
Só aí reparei que aquela menina, era eu!....

"Eu me busquei no vento e me encontrei no mar
E nunca
Um navio da costa se afastou
Sem me levar"

Sophia de M.Breyner

60 Comments:

Blogger Sophiamar said...

Lindoooooo!!! Com Sophia e contigo.Um post com muito afecto, muita sensibilidade, muita doçura.
Agradeço a tua solidariedade.
Beijinhossssss

10/21/2007 10:23 da tarde  
Blogger SILÊNCIO CULPADO said...

Para quem como eu é uma apaixonada pelo mar este post mexeu comigo de sobremaneira.Tens aqui um espaço encantador para quem gosta de meditar e sentir a poesia.

10/21/2007 10:31 da tarde  
Blogger Fernanda e Poemas said...

Olá Maria Clarinda, belo como só tu sabes fazer.
Lindíssimo amiga do coração.
Muitos Beijinhos!
Fernandinha

10/21/2007 10:33 da tarde  
Blogger NINHO DE CUCO said...

A Sophia de Mello Breyner é única e tu soubeste apanhar a ideia de forma magistral,

10/21/2007 10:33 da tarde  
Blogger efeneto said...

...delicioso de ler, onde começa voçê a escrever??? onde começa a Sophia??? a sua escrita será a continuação da dela? ou vice-versa. Apaixonante o cenário foto/palavras. Vale a pena ler. deixo um beijo de optima semana e até á proxima delicia sua...

10/21/2007 10:41 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Lindo, o poema de Sophia e, as tuas palavras que o antecedem.
São pessoas como tu, com esssa sensibilidade que me fazem andar aqui pela blogosfera.
Obrigada.
Beijinhos

10/21/2007 11:22 da tarde  
Blogger Sol da meia noite said...

Muito lindo!
E é tão bom quando nos encontramos num tempo em que fomos felizes... no tempo dos sonhos!
*

10/22/2007 1:25 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Doce, meigo e lindo! Que sua semana seja cheia de realizações!
Beijos

10/22/2007 1:37 da manhã  
Blogger amigona avó e a neta princesa said...

Parabéns, está muito bonito! Boa semana...

10/22/2007 9:54 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Tão doces palavras. Gostei. Beijos.

10/22/2007 9:58 da manhã  
Blogger Vladimir said...

encontramo-nos a nós próprios onde menos esperamos, mas quase sempre em locais de alguma forma especiais...

10/22/2007 10:17 da manhã  
Blogger Hindy said...

Lindo!

Obrigada pela visita!

Beijinho hindyado

10/22/2007 12:13 da tarde  
Blogger MIMO-TE said...

Uma bela mensagem, o poema se Sophia e a tua linda interpretação.

Sinto que me encheu a alma.
Obrigada,

Deixo muitos mimos

10/22/2007 12:24 da tarde  
Blogger Berta Helena said...

Deixei-me aqui ficar por um bocadinho e ler, a reflectir e deixei-me encantar. Dei por mim a sorrir. Muito bem conseguido, muito doce.

Um beijo.

10/22/2007 12:33 da tarde  
Blogger MARTA said...

Lindo - a foto bem enquadrada...
Gostei imenso...
Muito obrigada pela visita aos meus blogs..
Beijos e abraços
Marta

10/22/2007 1:46 da tarde  
Blogger Adriana said...

Vim lhe convidar a conhecer meu blog.
Bjs

MÃE, ESPOSA, DONA DE CASA, TRABALHADORA.....

http://adrianaviaro.blogspot.com/

10/22/2007 1:48 da tarde  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Encontros mais que perfeitos, eu & eu
doces lembranças...
Carinho meu, pra você flor
beijos

10/22/2007 1:53 da tarde  
Blogger Thiago said...

Que bonito minha Mãe!! Que bom saber que ainda tens sonhos...un peto

10/22/2007 4:10 da tarde  
Blogger Pitanga said...

Não podemos e não devemos deixar "aquela" menina afastar-se de nós. Nunca.

beijos Maria Clarinda.

10/22/2007 5:52 da tarde  
Blogger Um Momento said...

Beleza...
Adorei imenso o que li
Sorrindo...
Deixo um beijo...
Em ti
(*)

10/22/2007 6:52 da tarde  
Blogger Tongzhi said...

Nem sei que diga...
lindo, sensível, amoroso...
Que bom foi ler este seu post num momento que precisava de alguma paz...
beijos

10/22/2007 9:03 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Passei para dizer: Mto Obrigada!
Beijos

10/22/2007 9:05 da tarde  
Blogger Mário Margaride said...

Lindo este poema de Sophia!

Como este belo poema, junto os meus votos de uma excelente semana!

Beijnhos...

10/23/2007 1:04 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
um dia
Só então poderemos caminhar
Através do mistério que se embala
No verde dos pinhais na voz do mar
E em nós germinará a sua fala.
,
in - Sophia de Mello Breyner
,
ji
*

10/23/2007 3:49 da tarde  
Blogger JOSÉ NEVES said...

Um poema lindíssimo, quanto á imagem simplesmente fabulosa.

Parabéns.

10/23/2007 7:47 da tarde  
Blogger =**Estrelademim**= said...

venho agradeçer a tua passagem tal como o rasto que deixas-te num dos meus cantinhos...passarei para te ler com calma...gostei da apresentáção...mim...eu(risos)
original...vou mas não sem antes te deixar o meu habitual beijinho doce com desejo de uma boa noite

10/23/2007 9:36 da tarde  
Blogger Arcanjo said...

Vim espreitar...

O mar... eterno condutor de sonhos em ondas que nos embalam docemente... e Sophia sempre Sophia...

Beijocas***

10/23/2007 10:08 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Amiga Clarinda,
quando quiseres é só dizeres. Vou lá práticamente todos os dias.:)))
Beijos

10/23/2007 10:12 da tarde  
Blogger sveronica said...

Eu me busquei no vento e me encostei no mar...
Querida, e que doce é o balanço do mar!

beijos

10/23/2007 10:35 da tarde  
Blogger Gata Verde said...

Adorei! O teu texto transmite-nos calma e serenidade como o próprio mar.

Beijinhos e boa semana.
(Obrigada pela tua visita)

10/23/2007 10:50 da tarde  
Blogger Sol da meia noite said...

Obrigada por me entenderes ;)

10/23/2007 11:58 da tarde  
Blogger Carracinha linda! said...

Excelente foto para quem gosta de mar. Em relação ao tempo: quem é que não se perde no tempo quando está a fazer o que lhe dá prazer?

Bjs

E obrigada pela visita!

10/24/2007 10:20 da manhã  
Blogger Nomundodalua said...

ain que lindoo!! fiquei cum uma sensação de leveza..
esses encontros são, por vezes, interessantes e mágicos mesmo neh??
encontros e desencontros com nós mesmo..!
:)
namastê!

10/24/2007 4:06 da tarde  
Blogger Amaral said...

A inspiração na Sophia resultou, porque redescobriste a candura da menina que tens escondida...
Doce e suave...

10/24/2007 4:17 da tarde  
Blogger efeneto said...

...passei...reli...[Só aí reparei que aquela menina, era eu!....]ternura...um beijo coloco nesta sua praia...

10/24/2007 10:04 da tarde  
Blogger Pena said...

Este versejar é lindo, lindo...!!!
Fiquei encantado pelas linhas encantadas construidas pela ternura dos seus magníficos versos.
Que atitude tão significativa. Profunda!
A maravilha da menina que é você deslumbrou-me magicamente.
Talento? Imenso! Atitude? Maravilhosa!
Parabéns pelo sentimento e pela alegria do seu lindo Ser.
Beijinhos amigos de muita estima

pena

Aproveite ao máximo o seu talento, sim? Tem enorme.

10/24/2007 10:35 da tarde  
Blogger Um Momento said...

Passei...
Um beijo te soprei
(*)

10/25/2007 10:15 da manhã  
Blogger SentidoS said...

Venho agradecer as palavras repousadas no meu mundo, em boa hora o fizeste. Lindo sonho, em sulcos desenhados numa areia, por finos dedos de uma menina mulher...

Beijo Sentido

10/25/2007 10:25 da manhã  
Blogger Fallen Angel said...

É muito bom quando nos encontramos com nós próprios..

Beijinho.

10/25/2007 12:29 da tarde  
Blogger Odele Souza said...

Foto e texto encantadores. A foto em preto e branco tem mesmo um encanto especial. E a figura da criança é tão doce....

Um beijo.

10/25/2007 12:57 da tarde  
Blogger Crónica said...

E só ai reparaste que ela eras tu...

e não estavas só... tinhas a magia em ti..

fizeste de ti algo superior ao que esperavas

amei...

qto a nha chará heheheh tudo o que foi escrito por essa mulher eu tiro o chapéu

Jinhuz Crónicos

10/25/2007 3:50 da tarde  
Blogger Mário Margaride said...

Querida amiga,

Venho reler este belo poema! Desejar-te um dia muito feliz, e deixar-te um beijinho

10/25/2007 6:51 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Passei pra lhe ver e deixei beijinhos...

10/25/2007 9:22 da tarde  
Blogger MEU DOCE AMOR said...

Adorei.Maravilhoso e terno.

Um beijo doce querida Clarinda

10/25/2007 10:12 da tarde  
Blogger Maria said...

que palavras tao doces de ler minha querida :)beijinho grande

10/26/2007 11:08 da manhã  
Blogger efeneto said...

Quero ter direito a comer um gelado em dia de chuva, quero ter direito a poder empurrar a bicicleta ao invés de pedalar, quero ter direito de olhar para o céu, mesmo que seja no meio da mata, quero rebolar na relva, mesmo que seja a relva do Palácio de S. Bento, quero ter direito de rir alto, bem ALTO, mesmo que esteja sozinho a ver o desenho do Pica-Pau que já era velho quando eu nasci, quero ter o direito de cantar uma música bem alta junto com o cd player oferecido, mesmo que seja uma música do Zé Cabra, quero poder discutir filosofia com o analfabeto do meu colega, mesmo que seja nos 15 minutos de intervalo do trabalho, quero poder beber com os amigos e voltar tri-bêbado para casa. Se para poder fazer isto tudo lhe tenha que desejar um bom fim-de-semana, então aqui vai:

Lhe desejo a si e aquém mais gostar/amar um óptimo fim-de-semana, com aquilo que sempre desejou acompanhado da minha amizade. Um beijo a quem é de beijos e abraço a quem é de abraços. Para quem não quiser nada disto, passe bem que eu também…efeneto.

10/26/2007 2:26 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
passei, aqui
*

10/26/2007 3:08 da tarde  
Blogger veritas said...

É sempre bom reencontrarmo-nos com nós próprios...nem que seja em sonhos...

Bjs. Bom fim-de-semana.

10/26/2007 6:59 da tarde  
Blogger Sailing said...

Gostei do texto, muitos parabens

10/26/2007 7:17 da tarde  
Blogger kakauzinha said...

E nunca devemos deixar de ter essa criança que fomos dentro de nós, é a nossa essência, o pilar dos nossos sonhos.

Lindas palavras, sempre doces, gostei muito!

Beijinho grande*******:)))))

10/27/2007 1:14 da manhã  
Blogger Um Momento said...

Desejando um lindo fim de semana
Soprando um beijo

Tudo de muito bom

(*)

10/27/2007 4:25 da manhã  
Blogger Brancamar said...

Adorei este espaço. Tantas afinidades que encontrei: Sophia de Mello Breyner, o amor pelo mar e coisa linda o gostares do cheiro a terra molhada, que eu também adoro, embora não me tenha lembrado de o mencionar no meu perfil.Mas, tenho um poema antigo que fala disso, possívelmente será o próximo que colocarei no meu sítio, como forma de agradecimento pela tua visita. Beijinhos.

10/27/2007 5:55 da tarde  
Blogger _E se eu fosse puta...Tu lias?_ said...

Que linda a grande menina Sophia!!

Boa escolha;)

**************

10/27/2007 6:11 da tarde  
Blogger GarçaReal said...

Fantástico...
Como se reviu na menina.

Beleza total.

bjgrande

10/27/2007 6:11 da tarde  
Blogger O Sibarita said...

Que belo texto! E quem não gostaria de voltar a ser criança?

bjs
O Sibarita

10/27/2007 11:22 da tarde  
Blogger Vladimir said...

Qual é a sua opinião sobre a desconfiança?

10/28/2007 12:00 da manhã  
Blogger Rui Caetano said...

O mar envolve-nos em sonhos e utopias que nos adocicam a vida. bonito, muito bonito esta imagem.

10/28/2007 5:58 da tarde  
Blogger Maria Faia said...

Lindíssimo...
Palavras para quê? Elas não conseguem exprimir verdadeiramente o sentir...

Beijo,
Maria Faia

10/28/2007 10:02 da tarde  
Blogger rosa dourada/ondina azul said...

A tua poesia e a de Sophia, belo!



Beijinho,

10/31/2007 2:28 da tarde  
Blogger Solitude said...

... lindo poema,escreves emoção em cada palavra!Gostei imenso das tuas "sombras"!

Até breve!

10/31/2007 7:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home