sexta-feira, agosto 03, 2007

O mundo
é o teu caderno de exercícios
as páginas onde fazes as contas.
Mas ele não é a realidade
embora nele a possas expressar
se quiseres.

Também és livre
de escrever coisas sem sentido
ou mentiras, ou até
de rasgar a
as folhas.
R . Bach
in "Ilusions"
"The Adventures of a Reluctant Messiah"

Como gostaria de rasgar as páginas deste
livro agora....

39 Comments:

Blogger MARTA said...

Ás vezes, temos vontade de rasgar tudo...muitas vezes, não trata de simplesmente rasgar a folha de papel, voltar ou não a escrever....
Interessante o post e a foto...
Obrigada pela partilha e pela visita...
Beijos e abraços
Marta

8/03/2007 11:35 da manhã  
Blogger efeneto said...

...Obrigado amiga pelas suas palavras...espero que consigo tenha tudo voltado ao normal...já cá volto pois ando na rota do "agradecer" e depois farei a rota do "saborear" palavras...beijinho e até já...

8/03/2007 1:21 da tarde  
Blogger amita I said...

Este, é um livro que adorei ler.
Que bom foi encontrar uma passagem dele aqui e relembrá-lo.
Um bjinho e que passes um fim-de-semana ameno

8/03/2007 8:05 da tarde  
Blogger efeneto said...

Por ser impossível levar esta mensagem em mão apenas porque eu sou “ligeiramente” forte e o ecran plasma do pc só ter 350X250 Cm, venho deste modo dizer que:

A longa distância apenas serve para unir a amizade.
A saudade serve para me dar a absoluta
certeza de que ficaremos para sempre amigos...

E desejar, a si amiga(o) um óptimo fim-de-semana na companhia de quem mais desejar e na pior das hipóteses de quem mais arranjar. Um abraço para os cavalheiros, Um ramo de palavras salpicadas aqui e ali por virgulas e sílabas métricas para as senhoras/meninas. Que a Amizade vos acompanhe e que a mim não me falte. Vosso Amigo...

(a rota de "saborear" é a seguir...beijo)

8/03/2007 8:34 da tarde  
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

Venho agradecer pelas palavras carinhosas deixadas em meu mundo. E ver que colocastes novas palavras e lindas por sinal.
Mas rasgar as páginas talvez signifique apagar as liçõese nós devemos aprender com elas...e eu sei que você sempre aprende.
Sigo contigo.

Pérolas incandescentes de força.

Eärwen
03.08.07

8/03/2007 10:52 da tarde  
Blogger Odele Souza said...

Olá,
Você deixou um simpático comentário no blog de minha filha - FLAVIA,VIVENDO EM COMA. Vim lhe agradecer e conhecer seu blog.
Muito, muito obrigada pelas palavras de apoio que deixou lá no blog de Flavia. Vocês portugueses são mesmo muito queridos. Espero poder divulgar o blog de minha filha de tal forma que o acidente que a deixou em coma, causado por um ralo de piscina funcionando de forma irregular, não continue fazendo vítimas.
Te deixo um abraço.

8/04/2007 1:13 da manhã  
Blogger Naeno said...

POETAGEM

O poeta se mostra com papel e lápis
Por eles vive como em seu próprio alojado
E não fica morando.
Elabora o feitio do personagem,
Colore-o das cores que lhe aprouver
Geralmente cores que lhe arremetem a escândalos
Dá-lhe um sentimento, uma postura barroca,
Cinzela-a, pincela-a,
(designer de Deus criando para si próprio)

O poeta estraga o permanente vivo
- é o seu protótipo quem modela.
Move-se com cordas de cristais
De convicção humana queimada
Sempre e sempre na validade.
O breu de brumas toma forma
E deixa a gente disforme.
Olhado da janela panorâmica
Onde a mente se debruça
Para intrometer-se fora e dentro
Para o contrário
Para a urdi-métrica do delírio
Decifra-se em tons e acordes de poesias.
Benfeitor, transfigurador, ativo
Do apogeu da vida.
Ele é o próprio camarim em seus áureos dias
Em que lhe visitam filas militares.
Conviva e influente dos imortais
Ouvindo sem prestar nunca atenção, e propondo silêncio
Para se meter na chuva com a arrimo de Cervantes
Ordenado o seu exército em guerra contra a loucura,
Dos amores, das visões dos e dos moinhos.

Louco andarilho da América Teresina,
Taquígrafo de códigos inconcebíveis,
Concretiza na palavra a sua possessão.

Um beijo
Naeno

8/04/2007 2:50 da manhã  
Blogger gasolina said...

Não rasgues. Até na dor se encontram coisas belas, se aprende a olhá-las de frente.

Eu sei que dói...

Um beijo, Maria Clarinda. O teu olhar vai mais além, não o esqueças.
Abraço-te com muita força.

8/04/2007 9:46 da manhã  
Blogger GarçaReal said...

Eu às vezes rasgo mesmo as páginas que escrevo.

bjgrande e bom domingo

8/05/2007 10:02 da manhã  
Blogger Sahmany said...

Eu as vezes tenho uma vontade imensa de rasgar as páginas.
Palavras muito certas as tuas.
Bom domingo e uma proveitosa semana.
Abraço, fica com Deus.

8/05/2007 2:32 da tarde  
Blogger vida de vidro said...

Rasgar, não. Sabes, de certeza, que todas as fases da vida nos fazem aprender algo. O sofrimento também. É preciso escrever novas páginas.
Beijo, amiga.

8/05/2007 4:42 da tarde  
Blogger M R said...

A vida é um continuar de dias, uns melhores, outros menos bons...

A vida por vezes surpreende-nos...

Temos que ter forças, nem que as tenhamos que ir buscar ao fim do mundo.

Rasgar as folhas, apagar as páginas da vida nada resolve.

Gostei muito do teu tema.

saudações amigas

8/06/2007 12:00 da tarde  
Blogger Reflexos da Alma said...

Minha Querida Clarinda !

Espero que estejas bem ...

Só mesmo para te deixar um Beijo Grande !!!

8/06/2007 12:26 da tarde  
Blogger Páginas Soltas said...

Tambem adorei o teu cantinho, voltarei mais vezes =)
beijinho

8/06/2007 1:19 da tarde  
Anonymous Rafaela Silva Santos said...

Maria as palavras sempre são nossas companheiras...e como mesmo citaram por vezes desejamos rasgar tuod e voltar a escrer.Vejo cada amanhã como uma esperança, que tudo pode mudar por pior que esteja.Cada dia um reconheço, afinal cada dia nasce e se vai todos os dias.Obrigada pela sua visita ao meu blog e volte sempre o Bióloga POetisa está de portas abertas pra vc.beijuuuss

8/06/2007 2:06 da tarde  
Blogger carteiro said...

Muito obrigado pela visita aos meus 'selos' e pelo comentário.
Gostei bastante deste teu espaço e cá voltarei.

Talvez seja nas palavras sem sentido que mais deixamos sobre nós... e rasgar folhas, quando faz sentido, é um grande sentimento de liberdade.

8/06/2007 8:28 da tarde  
Blogger gasolina said...

Passo para dar a mão.

Um beijo com muita força!

8/07/2007 12:17 da manhã  
Blogger Tchivinguiro: onde nasci. said...

Rasgar talvez não mude muito a situação. Mas, oxalá, possas acrescentar-lhe páginas que possam trazer-te mais felicidade, em momentos que te são de dor.

Desejo -te o melhor e também para os teus.

Que todo o bem do mundo te abrace e nele encontres conforto e te seja dada a resposta para o que mais necessitas neste momento.

Beijinho.

8/07/2007 8:41 da manhã  
Blogger GarçaReal said...

Rasgar não soluciona...Mas às vezes ajuda e liberta a alma...


bjgrande

8/07/2007 1:04 da tarde  
Blogger poetaeusou said...

*
Maria Clarinda
*
Também és livre ...
*xi
*

8/07/2007 2:08 da tarde  
Blogger Ruvasa said...

Viva, Maria Clarinda!

Estive aqui, em retribuição da visita.

Gostei do que vi, pelo que vou linkar.

Beijinhos

Ruben

8/07/2007 7:17 da tarde  
Blogger aminhapele said...

Não,amiga,não rasgues.
Põe esse caderno de lado e começa outro.
Daqui a uns tempos,voltarás ao antigo.Se te agradar continuarás a escrevê-lo.Se não,"arrumas" no baú.
Mas não rasgues.
Um abraço.

8/07/2007 11:32 da tarde  
Blogger Isabel-F. said...

por vezes apetece mesmo rasgá-las ...

não conhecia o poema ... gostei imenso...

beijinhos

8/08/2007 6:20 da tarde  
Blogger vida de vidro said...

Beijo, amiga. Um bom resto de semana.**

8/08/2007 10:59 da tarde  
Blogger Van said...

Um beijo!

8/09/2007 1:41 da tarde  
Blogger Gená Franco said...

Maria Clarinda,
Ilusões foi meu livro de cabeceira por muito tempo.
Bons insights em todo o livro.
Beijos!

8/09/2007 3:18 da tarde  
Blogger gasolina said...

Olá!

Vim espreitar como estão.
Dar-vos ânimo, força, abraços, beijos.
Amanhã será outro dia.

8/09/2007 9:16 da tarde  
Blogger Angela Ursa said...

Clarinda, eu não conheço esse livro, mas "rasgar páginas" é uma forma de seguir adiante e tentar não se prender a coisas do passado que atrapalham o caminho. Beijos da Ursa

8/10/2007 12:23 da manhã  
Anonymous além do horizonte said...

É!!!!!
Essa vontade de rasgar a folha de papel...
E por vezes receamos esse "virar" de páginas.
Gostei muito desse seu caderno de capas pretas.
Quase todos temos ou tivemos um :)
Tudo pelo melhor.
Beijinhos
MªJose

8/10/2007 12:49 da manhã  
Blogger efeneto said...

“Um dia decidi ser rico…
Procurei ouro em mil rios do mundo
Mas …não resultou!
Plantei mil hectares de notas
E nada cresceu…
Esburaquei meio planeta à procura de petróleo…
E nada encontrei!!!
Quando estava prestes a desistir…
Lembrei-me que tinha já em minha posse
A maior riqueza do mundo!
A tua …
…AMIZADE!”

Bom fim-de-semana amigo(a)...

8/10/2007 2:16 da tarde  
Anonymous Bia said...

Vim agradecer a amável visita que fizeste no meu cantinho, levando tua luz tão bonita em palavras carinhosas.

Estive visitando teu espaço de tão belas imagens, textos profundamente sentidos, e todo um amor espalhado em cada cantinho por aqui. Respira-se beleza em cada postagem, deixando o olhar encantar-se em cada palavra, o coração enternecer-se em cada texto e a alma perfumar-se a cada imagem. Doce e acolhedor o teu refúgio! Virei sempre te visitar, com enorme prazer.

Deixo-te pétalas de perfumadas flores silvestres, um beijo no coração, e votos de um final de semana de horas banhadas de alegria, paz e muito amor.

8/10/2007 2:58 da tarde  
Blogger margusta said...

Olá Maria Clarinda,
...voltei por instantes, para matar saudades!...Pelo que vejo num momento menos bom para ti!...Espero que já te encontres mais animadinha!...

Um beijinho amigo!

8/10/2007 4:01 da tarde  
Blogger gasolina said...

Desejos de um bom fim de semana.

Beijinhos, muita força, ânimo!

8/11/2007 7:51 da manhã  
Blogger Sahmany said...

Te desjo um ótimo fim de semana.
Fica com Deus.
Abraço.

8/11/2007 12:47 da tarde  
Blogger TINTA PERMANENTE said...

O sentido das coisas deve ser igual aos acasos do Destino; será?
Abraço.

8/11/2007 7:10 da tarde  
Blogger Thiago said...

As paginas da vida nao podem, nem devem ser rasgadas minha mae. Devemos antes aprender com elas e fortalecer-nos ainda mais. um beijo desde barcelona, cheio de força e de saudades

8/15/2007 6:44 da tarde  
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

Uma pérola incandescente de carinho amigo e o desejo de um ótimo domingo.

Eärwen

8/18/2007 11:11 da tarde  
Blogger ZezinhoMota said...

Não o faças, porque será um dia a tua história.

Estou convicto que serão palavras bonitas para um dia recordares.

As menos boas faz como eu; não te lembres delas.

Fica bem e que sejas feliz.

Bjnhs

ZezinhoMota

9/01/2007 11:42 da tarde  
Blogger Cátia said...

Minha querida,

Como poderias querer rasgar as paginas deste livro que é teu? Como poderias rasgar todas essas lembranças, memórias, vivências? Como poderias querer rasgar todas essas sensações? Como poderias querer rasgar... tudo aquilo que te torna nessa mulher, linda e que eu adoro? Não poderias... e ainda bem.


Um abraço de coraçao,
CA

11/10/2009 10:01 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home