segunda-feira, outubro 30, 2006



Ingratidão...palavra que me tem sido dada a
conhecer nestes ultimos tempos fazendo-me sofrer
demais, e que fizeram lembrar
um poema de Charles Feitosa de Souza, que se chama
precisamente palavras:

Palavras, machucam quando não se sabe dizer.
Palavras,são favos de mel quando se sabe falar.
Palavras,não se diz porque vem da boca, mas,

porque sai da alma
Palavras,se diz em tantas formas,

se diz com um gesto e se responde com
um grito,

se diz com um sorriso e se corresponde com
uma lágrima,se diz te amo,
e se pronuncia com um adeus.
Palavras, são palavras que se cortam ao vento,

são ditas e malditas
palavras!

9 Comments:

Anonymous Márcia(clarinha) said...

Minha querida,
nem me fale em ingratidão..dói demais e nós faz triste :(
Belas palavras..
linda semana flor
beijosssssssss

10/30/2006 3:17 da tarde  
Blogger numerusclausus said...

Querida Maria Clarinda

pois...a ingratidão dos "justos´", ou dos que se julgam como tal, é a coisa que mais dói. Cada vez mais vejo que somos almas irmãs, e isso alegra-me e entristece-me: entendo o que a comove e o que a faz sofrer de maneira indescritível... Mas para contrastar com o que expressa, apresento-lhe eu aqui a minha gratidão. Estou-lhe grato pelo espelho de mim mesmo que me apresenta. Estou grato por momentos de forte felicidade espiritual e pessoal que me concedeu ao ler os seus textos. E por muitas mais coisas que não sei expressar - nem devo - mas que sei que, tal como me diz a mim ao ler os meus textos, saberá ler nas entrelinhas.
Um beijo
NC

10/30/2006 9:15 da tarde  
Blogger secret him said...

Olá Marie Claire,

Problema resolvido!
Espero ser contemplado com um lique outra vez ;))

beijos frescos e fofos
sh

10/31/2006 12:59 da tarde  
Blogger secret him said...

*linque :$

10/31/2006 12:59 da tarde  
Blogger Thiago said...

Perante tudo o que aconteceu fiquei completamente sem palavras. A injustiça é algo monstruoso...e certamente não merecias...
enfim, o importante é dar ouvidos à selecção natural que a Mãe Natureza faz e deixarmos ir, quem não nos merece.

blessed be :-)by the law of three, so mote it be :-)

10/31/2006 10:53 da tarde  
Blogger vida de vidro said...

Percebo que algo te perturbou e te fez sofrer. Infelizmente, passamos frequentemente por momentos desses na vida.
Gostei do poema e desejo ver, em breve, um sorriso por aqui. **

11/02/2006 10:37 da manhã  
Anonymous 111x6 said...

Muitas vezes eu me pergunto pq o único sentimento que eu não tolero é justamente a ingratidão .
Um beijo com muito carinho para você !

11/03/2006 12:13 da manhã  
Blogger Tongzhi said...

A ingratidão é, de facto, o das coisas piores que nos podem acontecer. Mas ela existe e temos de "voltar" certas páginas na nossa vida.
É isso que espero que faça. Volte a página e comece numa nova...
Beijos solidários!

11/03/2006 8:21 da tarde  
Blogger Um outro olhar said...

as palavras à vezes ferem mais que os actos, assim como podem fazer o inverso

ingratidão é como as palavras de algum modo

...

:)

11/06/2006 9:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home