segunda-feira, janeiro 24, 2005

Posted by Hello


Saudade
Sabes, hoje acordei cheia de saudades tuas (dia 24 de Janeiro 2000)…e isso deu-me vontade de te falar, “carangueja”, mas, ao mesmo tempo sinto ainda a raiva de saberes que estavas de partida , sem nada me dizeres …
Apenas aquelas entrelinhas…aqueles jogos, lembras-te?
- “Vais fugir para o Brasil, e eu…?”
Os teus telefonemas para lá, quando parti…”carangueja volta…”

Depois, juntas de novo começavas….
-“O que significa para ti este quadro?”
-“ Aquela jarra ali?”
- “Aquele boneco?”
e, de repente...
- “e esta botija de oxigénio?”….
A medo dizia-te , o que cada coisa era poéticamente falando, mas quando me fazias aquela ultima pergunta, eu sentia-te ir…sentia que me estavas a experimentar, a querer dizer algo, e, a custo respondia-te ;
- "VIDA".
Abanavas a cabeça, e dizias:
-” És realista como eu…”

Até hoje ainda não consigo entender, como apesar de saberes que era eu que queria partir, nada me disseste seres tu a ir primeiro e breve, e ainda me escolheste para apertares a minha mão, dando-me como prenda o teu último suspiro????

Porquê amiga? Onde estás?
Tenho tanto para te dizer, tanto para te contar, e tu ias gostar eu sei, vibrar, até consigo ouvir a tua voz…
Oh, carangueja…porquê????

O Thiago, até hoje tudo o que faz pensa em ti, nas suas alegrias e tristezas estás sempre presente, a tua fotografia sempre colada na sua carteira.
Eu, nunca mais pude pisar na Academia, bem me pedem para voltar, mas para quê se haverá sempre o teu lugar vazio, e, sem ti nada daquilo tem o mesmo sabor?

Tenho tantas saudades dos teus toques…pedi-te no pequeno texto que te dediquei no dia do teu corpo partir, que de vez em quando me desses um toque…não o ouvi mais! Ou será como o Francisco diz” as estrelinhas para onde vamos são lindas..." será que vês tudo o que eu faço”? Se é, por favor vem buscar-me e leva-me para lá, eu quero estar contigo!

5 Comments:

Blogger Thiago said...

Esta sim é a verdadeira saudade...a saudade de uma Amiga que nunca esquecerei...e que Mãe está sempre connosco,mesmo que não te envie toques para o tlm...

2/11/2006 1:29 da manhã  
Blogger numerusclausus said...

Este texto simples fez-me lembrar os meus três textos sobre a minha avó. Os mortos são os mais presentes dos meus amigos. Por isso me identifico com o que escreveu.
As amizades mais íntimas são aquelas a quem não vemos o rosto mas sabemos que sorri connosco e connosco chora.
Um abraço
NC

10/13/2006 5:37 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Certamente que ela te verá, lá onde se encontra. Eu quero acreditar nisso, fortemente, Clarinda. Milhões de beijos.

1/18/2009 5:25 da tarde  
Blogger Cátia said...

Um dia o teu telemovel tocou! O número era outro, a voz outra, o significado outro... mas... será?! As estrelas iluminam-te e para isso não precisas de ir até lá. Vês como é possível?!

Estou certa que a M.A. está feliz por te ver tão bem, feliz, e não mais tão sozinha. A vida dá muitas voltas, e existem voltas que nos transformam... Ela sempre soube tomar conta de ti e... continua, agora de outra forma.

Beijinhos de carinho da tua menina das estrelas,
CA

8/05/2010 10:05 da manhã  
Blogger Maria. N. P. A. said...

Maria Clarinda:

Amizade é assim...!
Amizade "moi" e faz doer cá dentro!
Se "amor é fogo que arde sem se ver..." amizade é um fogo lento, que, sem o vermos arder nos consome mesmo que passem anos. Afinal estes dois sentimentos vivem juntos, porque amor sem amizade raramente resiste o que me leva a dizer que a amizade "é uma outra forma de amor".
Gostei do teu regresso, Maria e dános mais belezas no teu Blogue.
Bj
Maria

11/03/2010 6:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home